Fumaça sobre Manaus vem de outros Estados, aponta relatório do Inpe

A fumaça está vindo do Maranhão e do Pará.
02/12/2015 13h16 - Updated 2/12/2015 13h16
Photo: reproduction

Baseado em relatório do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (inpe), o Governo do Amazonas informa que a fumaça que se concentra sobre a Região Metropolitana de Manaus nos últimos dias é proveniente de queimadas no Estado do Pará e do Maranhão. Relatório apresentados pelo Inpe, com dados de 1º e 2 December 2015, que mostram a distribuição de focos de calor na Amazônia Brasileira, revelam a concentração na porção norte do Estado do Maranhão e central do Estado do Pará, fontes de emissão de fumaça na região, que está sendo deslocada pelas correntes de vento de leste nas últimas 24 hours.

O governador José Melo falou sobre o assunto na manhã desta quarta-feira, durante o lançamento do Plano de Intensificação de Combate à Dengue, Chikungunya e Zika vírus, the seat of government. He said that, ao perceber que a fumaça havia voltado, pediu explicação à área ambiental que constatou ser a mesma “importada” de outros Estados.

“Como os ventos mudaram de direção nos últimos quatro dias, eles trouxeram essa fumaça para cá. O trabalho que nos estamos fazendo na Região Metropolitana e nos outros municípios deu resultado. O Inpe deu toda a imagem de satélite nos últimos 20 dias e a redução foi substancial nos focos que tinham em relação a quando nós iniciamos os trabalhos. Therefore, essa é uma fumaça importada”, garantiu José Melo.

A informação se consolida com um outro quadro do INPE mostrando que a fumaça é oriunda de queimadas concentradas principalmente no centro-oeste do Pará, no norte do Maranhão e noroeste do Mato Grosso.

Os dados apresentados mostram ainda o Histograma de Focos de Calor nos últimos sete dias na Amazônia Ocidental, (between 25 November and 02 from December). No quadro de distribuição dos 5.784 focos registrados no período, o Pará, que aparece em primeiro lugar, produziu 3.154 foci, o Maranhão 1.214, o Amapá 378, o Mato Grosso 375 e o Amazonas 266.

Na distribuição dos 266 focos de queimada no Amazonas, os municípios de Urucurituba (26 foci), Barreirinha (23), Boa Vista do Ramos (21) and Maués (20) foram os que mais produziram focos de calor, revela o relatório.

no day 13 of October, o governador José Melo decretou Estado de Emergência em Manaus e mais 11 municípios da Região Metropolitana por conta do agravamento do clima e da forte fumaça nesses municípios, ao mesmo tempo em que lançou um plano preventivo de combate aos focos de queimada nessa região e outros municípios prioritários.

Uma ação coordenada entre órgãos ambientais do Estado, Federal e dos municípios em parceria com a Defesa Civil, Fire Department, Polícia Ambiental a partir do Centro Integrado de Multiagências para o Combate às Queimadas no Amazonas (Cimaam), instalado na sede da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Schema), permitiu o monitoramento e uma ação eficaz no controle e combate ao fogo, aliada ao início do período chuvoso no Amazonas.

O trabalho integrado inclui intensa fiscalização do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), em parceria com o Ibama e outros órgãos, além do aporte financeiro e compra de equipamentos aos Bombeiros, formação de equipes de brigadistas em vários municípios, campanhas publicitárias, among other actions.

Todas as ações são coordenadas a partir da Sala de Monitoramento, que funciona ao lado do Centro Integrado Multiagências, na Sema, de onde os órgãos de fiscalização fazem monitoramento por satélite dos focos de calor e partem para a fiscalização em campo.


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505