06/01/2016 11h34 - Updated 6/01/2016 11h34

Mindu Park hosts Animal Exercise and Environmental Education Workshop

A ginástica se inspira nos movimentos desenvolvidos pelos animais.
Photo: disclosure
Photo: disclosure

Imagine trabalhar corpo e mente imitando os movimentos dos animais. Essa é a proposta do Workshop Ginástica Animal e Educação Ambiental que será oferecido no próximo dia 10/01, no Parque Municipal do Mindu, a partir das 8h, pelo professor de educação física e ecologista Luiz Felipe Ferreira da Silva. O workshop será gratuito e terá duas horas de duração.

Quem quiser participar é só chegar e se dirigir à Praça da Paz, onde acontecerá a aula. A ginástica se inspira nos movimentos desenvolvidos pelos animais e pode ser praticada em diferentes níveis de intensidade, com resultados semelhantes ao de qualquer atividade física tradicional, conforme explica Luiz Felipe. According to him, a proposta do workshop é apresentar a modalidade e promover uma palestra de sensibilização sobre coleta seletiva e as diferentes formas de reutilização dos resíduos.

De acordo com o instrutor, o Parque do Mindu é um local propício para a prática de exercícios por conta da proximidade com a natureza. At least 84 movimentos de diferentes animais podem ser utilizados durante o workshop. No caso da ginástica animal, a proximidade com a fauna e flora torna a prática ainda mais interessante por proporcionar a integração homem/natureza.
“Ao mesmo tempo em que ajuda a queimar calorias, alivia o estresse, melhora a flexibilidade e o equilíbrio, fortalece a musculatura e aumenta a capacidade de memória”, explica Luiz Felipe. Os exercícios podem ser praticados em local fechado, mas o ideal é que a ginástica seja feita em um ambiente ao ar livre.

Outro ponto forte é a possibilidade de adaptar a ginástica ao estado de espírito do dia. Se o objetivo é relaxar, imite algo como um bicho-preguiça. But, se a meta é extravasar as energias, o mais indicado é um animal dinâmico como uma onça ou um avestruz.

Outros animais que podem ter os movimentos imitados como dragão-de-Komodo, gorila, caranguejo, pato, among others. Segundo os especialistas, a ginástica animal pode ser praticada diariamente, mas o ideal é que os movimentos sejam feitos pelo menos duas vezes por semana. Os exercícios são muito utilizados também pelos praticantes de lutas marciais. O professor explica que a intenção é oferecer aulas regulares em diversos outros pontos da cidade.

Além da ginástica, Luiz Felipe realizará palestra sobre destinação correta de resíduos sólidos, com oficinas sobre confecção de composteira com pneus de carro, lixeira feita com garrafa pet, minhocário e plantio de horta. Ele pretende recrutar pessoas para participar de um projeto de coleta seletiva, com o objetivo de fazer com que a população tenha mais conhecimento e interação com o meio ambiente e a sustentabilidade.

not Sunday, 10, as atividades iniciam às 8h, com palestras sobre Ginástica Animal e Introdução sobre Educação Ambiental. Às 9h, oficina sobre Coleta Seletiva e às 9h30, a aula de ginástica animal. At end, será oferecido um “churrasco” de frutas.

O gestor do Parque do Mindu, José Feitoza, explica que a unidade de conservação já se consolidou como uma referência para os adeptos de práticas esportivas ao ar livre voltadas ao bem-estar físico e à saúde. In 2015, o Parque recebeu aproximadamente 40 thousand visitors, a grande maioria caminhantes, praticantes de yoga e atividades físicas em contato com a natureza.

"In 2016, esperamos intensificar ainda mais as atividades socioambientais no parque, esperando que a sociedade faça uso ainda mais da unidade de conservação seja para atividades contemplativas, acadêmicas, esportivas e de saúde, fazendo assim com que os serviços ecológicos prestados pelo parque sejam cada vez mais difundidos”, he said.

*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.

Latest news

Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505