Amazonians must pay more for energy after auction notice of approval of Aneel

O ministro Eduardo Braga ainda não se pronunciou sobre o assunto.
17/02/2016 11h51 - Updated 22/02/2016 11h49
Photo: reproduction

The National Electric Energy Agency (ANEEL) approved on Tuesday (16), um edital de leilão para contratação de energia elétrica nos Sistemas Isolados para atendimento aos mercados das concessionárias da Região Norte Celpa (PA) e Amazonas Distribuição Energia (AM). Isso pode significar um novo aumento na tarifa de energia elétrica no Estado.

A sessão pública do certame em Manaus será realizada no dia 21 March this year. State of Amazonas, o leilão terá três lotes, in 33 locations, com potência instalada de 177,96 MW, or 653,4 mil Mwh/ano.

Dois desses lotes serão atendidos por usinas a diesel, sendo que o lote 2 com preço de R$ 1.258,00 por MWh, e o lote 3, R$ 1.263,00 por MWh. Somente o lote 1 será atendido por usinas a gás natural, com preço máximo de R$ 593,00 por Mwh.

Isso significa que mais uma vez o cidadão amazonense poderá pagar pelas decisões do Governo em relação à energia elétrica. O leilão tem o objetivo de contratar energia para sistemas isolados, that is, que atendam mercados específicos da Região Norte.

Understand
A energia que será contratada para os lotes 2 e 3 são a diesel, o que significa um custo maior entre 112% a 113%, superior ao da energia produzida pela maioria das usinas do Amazonas, que são movidas a gás natural.

Isso demonstra o descaso da concessionária e do atual ministro de Minas e Energias Eduardo Braga (PMDB) com os cidadãos manauaras, já que sabem que o Estado produz por dia cerca de 10 milhões de metros cúbicos de gás natural e menos da metade disso é trazida para a capital amazonense.

Mesmo podendo pagar uma tarifa muito menor de energia elétrica por conta da produção de energia movida a gás natural não é o que acontece. E com esse leilão priorizando energia a diesel, outra vez quem sofrerá é o amazonense.

Source: AM POST Writing


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use