11/03/2016 09h32 - Updated 11/03/2016 09h32

Amazon takes part in the largest women's event of Muay Thai in Brazil

A atleta será a única representante do Amazonas.
Photo: Mauro Neto / Sejel
Photo: Mauro Neto / Sejel

A atleta Ketlen Souza, from 20 years, será a única representante do Amazonas no maior evento feminino de Muay Thai do Brasil, o Thai Girl, which takes place this Saturday, 12, in Belem (PA). To go to the competition, a lutadora conta com apoio do Governo do Estado, via the State Secretariat for Youth, Sports and leisure (Sejel).

Ciente de que as principais adversárias são de “home”, a amazonense conta que está preparada psicologicamente para não cair na armadilha da torcida. “Sei que vai ser complicado lutar contra uma adversária que terá toda a torcida a seu favor, mas meu técnico, o Ricardo Thai, me preparou para isso. Espero sair de lá com mais uma vitória e dar alegria ao nosso povo”, destacou a atleta que é prajied verde.

Há um ano competindo, a atleta está invicta com três lutas e três vitórias por nocaute, em eventos que aconteceram em Itacoatiara, Parintins e Manaus, respectively. Invencibilidade esta que a atleta pretende manter com o seu primeiro combate fora do Estado.

Lutar fora de casa ainda terá mais um gostinho especial para a lutadora. This because, o pai da atleta, seu Douglas Ferreira, que mora em Belém, estará na plateia junto com a irmã de Ketlen, Beatriz Ferreira, only 5 years old. “Essa luta será muito importante para mim, principalmente pela presença dele, e da minha irmã, que ainda não tive a oportunidade de conhecer pessoalmente, apenas por fotos”, stated.

Trajectory
Ketlen afirma que começou a gostar das artes marciais depois que assistiu alguns filmes, dentre eles Menina de Ouro, que conta a história de uma boxeadora.

Antes de entrar para o muay thai, Ketlen Souza praticava uma outra arte marcial, o kickboxing, quando tinha apenas 17 years. Após lesionar os dois joelhos, a atleta parou de praticar o esporte por um tempo, foi então que conheceu o boxe tailandês.

Sempre gostei de lutas desde criança, mas tinha receio de praticar alguma outra por ser considerado esporte voltado para o público masculino. But now, já não consigo parar”, said.

*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.

Latest news

Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505