12/04/2016 14h35 - Updated 12/04/2016 14h35

Paulo Maluf is removed from the Interpol wanted list

Deputado federal estava na lista de difusão vermelha da polícia internacional desde 2010.
Photo: reproduction

Congressman Paulo Salim Maluf (PP-SP) and your son, Flávio, had their names removed from the public wanted list of Interpol. With the name in the list, the politician was prevented from traveling to 181 países onde corria o risco de ser preso.

O nome do ex-prefeito de São Paulo e de seu filho foram incluídos na lista em 2010 devido ao desvio de mais de 10 milhões de dólares de fundos públicos para supostas contas que mantinham em um banco na cidade de Nova York. In 2012, os advogados de Paulo Maluf entraram com pedido para anulação da ordem de prisão internacional contra ele, mas a Suprema Corte de Nova York negou.

A assessoria do deputado se negou a comentar o assunto ou explicar por que o nome dele foi retirado da lista.

On the afternoon of Monday, Maluf votou pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O deputado federal já havia se manifestado favorável ao impeachment em suas redes sociais.

Quero anunciar a todos os meus eleitores que votarei a favor do impeachment, pois sou contra essas negociatas que o governo está fazendo com deputados. Minha vida pública sempre foi o oposto disso. Já ganhei e perdi muitas disputas, mas sempre de maneira democrática e transparente, pois valorizo fortemente a democracia”, he said.

Source: Veja.com

*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.

Latest news

Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505