13/06/2016 07h39 - Updated 13/06/2016 07h39

Brasil leva gol de mão, perde do Peru e é eliminado da Copa América

O time não caía na primeira fase da competição desde 1987. Dunga diz que teme ‘só a morte’.
Photo: reproduction
Photo: reproduction

O Brasil foi eliminado na primeira fase da Copa América Centenário ao perder para o Peru por 1 a 0, this Sunday (12), em Foxborough, ao lado de Boston.

O time não caía na primeira fase da competição desde 1987.

O resultado é ainda mais significativo pela fragilidade do grupo, o B, com Peru, Equador e Haiti, um dos mais fracos da competição, e deve significar o fim da segunda era Dunga na seleção brasileira.

O presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, já havia avisado aliados que usaria a competição para analisar o trabalho do técnico, que não agradava. O Brasil caiu nas quartas de final da Copa América 2015 e está apenas em sexto nas eliminatórias para a Copa-2018, o que o deixaria fora do Mundial.

A decisão deve ser tomada por Del Nero nos próximos dias —seria necessário definir como ficará a questão da seleção olímpica, também sob comando de Dunga neste momento, e que tem convocação dia 29 de junho para a Rio-2016. Tite é o preferido de parte da cúpula da entidade.

O resultado foi polêmico. O gol marcado por Ruidíaz, to 29 minutes of the second half, foi com o braço. Os brasileiros reclamaram, o árbitro uruguaio Andres Cunha demorou para o confirmar o gol, e, apparently, consultou alguém fora de campo para confirmar a jogada.

Depois de mais de um minuto falando em um fone, e ao lado do auxiliar Nicolas Taran, que não havia corrido ao meio de campo, ele acabou confirmando.

O Peru já havia tido um pênalti, não marcado, no primeiro tempo, quando Renato Augusto derrubou Flores.

Após o gol, Dunga, que havia feito apenas uma alteração, Hulk por Gabriel, não trocou mais. uma das críticas internas a ele é que demorava para mexer no time, e quando fazia não surtia efeito

Na estreia no torneio, o Brasil contou com um erro de arbitragem para escapar de uma derrota para o Equador. O árbitro auxiliar chileno Carlos Astroza marcou erradamente uma saída de bola pela linha de fundo. No lance, Bolaños conseguiu alcançar e fez o cruzamento na direção do goleiro Alisson, que tentou agarrar a bola, mas deixou ela escapar para dentro do gol.

Dunga fez uma mudança ousada para iniciar a partida, escalando a seleção brasileira sem um primeiro volante característico.

Para a vaga de Casemiro, suspenso por dois cartões amarelos, Lucas Lima, meia armador, foi o escolhido e mudou totalmente o esquema da seleção.

Com o santista, Renato Augusto, também meia, foi para primeiro volante, com Elias o auxiliando na marcação. Lucas Lima, mais centralizado, deveria ser o distribuidor para o trio ofensivo.

No ataque, a novidade foi Gabriel como centroavante, no lugar de Jonas. Willian, pela direita, e Philippe Coutinho, jogavam abertos, as always.

O Brasil teve a posse de bola, finalizou ao menos três vezes com perigo na primeira etapa, mas um problema aparecia: a distância entre os quatro homens da frente. Lucas Lima, cerebral no Santos, this Sunday, não rendeu.

A ponto de no segundo tempo Renato Augusto se adiantar, com Elias mais recuado, para ajudar na armação com passes mais longos. Foram ao menos dois, com precisão, mas sem boa conclusão de Willian e Lucas Lima.

O gol peruano saiu em um contra-ataque, fragilidade do time na competição. Elias, no finalzinho, ainda perdeu gol feito, na cara do goleiro rival.

Folha de S.Paulo

*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.

Latest news

Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505