04/06/2016 12h46 - Updated 4/06/2016 12h52

Dilma would have charged $ 12 mi Odebrecht for campaign

Rousseff teria cobrado pessoalmente doação de campanha não informada à Justiça no valor de 12 milhões segundo, revista IstoÉ.
Photo: reproduction
Photo: reproduction

Former president Marcelo Odebrecht Odebrecht have stated, in snitching according awarded under the operation Lava Jato, that removed President Dilma Rousseff personally charged campaign donation Unknown to justice, de acordo com a revista IstoÉ.

A edição deste fim de semana da publicação traz que, entre o primeiro e o segundo turno da eleição de 2014, o tesoureiro da campanha de Dilma, Edinho Silva, teria cobrado de Marcelo Odebrecht uma doação por fora no valor de 12 milhões de reais para serem repassados ao marqueteiro João Santana e ao PMDB.

According to the magazine, o executivo se recusou a fazer o repasse, mas diante da insistência de Edinho disse que iria procurar Dilma.

A reportagem traz o que seria um diálogo de encontro pessoal do empresário e da presidente afastada dias depois, no qual Dilma responde a questionamento do empreiteiro sobre o pagamento.

É para pagar”, teria dito Dilma, conforme a IstoÉ, citando o relato de Marcelo Odebrecht, que foi preso há quase um ano, em meio às investigações da Lava Jato.

Source: Exame.com

*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.

Latest news

Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505