02/06/2016 15h17 - Updated 2/06/2016 15h31

Ministro das Cidades declara que Dilma passou ‘cheques sem fundo’ a estados e municípios

According to him, ao assumir a pasta, percebeu que o governo possuía contratos com estados e municípios em valores que não seria capaz de cumprir.
Photo: reproduction
Photo: reproduction

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, convocou a imprensa nesta quinta-feira para fazer um forte ataque à gestão da presidente afastada Dilma Rousseff. According to him, ao assumir a pasta, percebeu que o governo possuía contratos com estados e municípios em valores que não seria capaz de cumprir e classificou a equipe afastada comoa maior passadora de cheque sem fundo do planeta”.

O ministro afirmou que existem hoje R$ 66,58 bilhões comprometidos com prefeitos e governadores para 2016. O espaço orçamentário é de R$ 8 billion. Araújo frisou várias vezes, ao mostrar os números, que essa é uma herança deixada pelo governo passado.

— Governadores e prefeitos estão na expectativa de receber recursos que nunca teriam condições de serem honrados.

O titular da pasta afirmou que levaria, com o Orçamento atual, 59 anos para quitar todos os contrato.

MINHA CASA

Araújo reforçou que não pretende acabar com o programa Minha Casa, My life:

— O programa continua prioritário. Não procede qualquer afirmação contrária.

Ele completou que também não haverá cortes e disse que o orçamento do programa já foi diminuído pelo governo anterior. O ministério ainda garantiu que estão mantidas os juros e as prestações definidos pela gestão Dilma para o Minha Casa, My life 3.

Source: The globe

*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.

Latest news

Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505