Councillors promise charge improvements in public transport after the tariff increase

The new value will take effect from this Saturday (25).
22/02/2017 15h09 - Updated 23/02/2017 10h29
Photo: Robervaldo Rock / CMM

A day after the announcement of the increase in public transport fare to R $ 3,80 by Mayor Arthur Virgilio Neto (PSDB), parliamentary base guaranteed, at the plenary session on Wednesday (22), cobrar a contrapartida das empresas de melhorias no sistema, assim como buscar apoio junto a outros órgãos, na tentativa de estabelecer um preço justo para a passagem. The new value will take effect from this Saturday (25).

O vereador Joelson Silva (PSC) justificou que a decisão do prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB) veio por conta da retirada do subsídio, e garantiu cobrar melhorias para o transporte, relacionadas à nova frota de 200 ônibus com condicionador de ar prevista até o fim do ano, a inserção do sistema de entretenimento dentro dos coletivos, além de rede WI-FI para os usuários nos terminais.

“Vamos exigir dos empresários o cumprimento de todas as exigências impostas. Todos sabemos das dificuldades enfrentadas pela população, e esta Casa deve ter como bandeira de luta a cobrança desses benefícios para compensar o aumento da tarifa”, disse Joelson Silva.

On the other hand, o vereador David Reis (PV) sugeriu ação conjunta entre a CMM e a Assembleia Legislativa do Amazonas (hazard), no sentido de encontrar um caminho para diminuir o valor da passagem do transporte coletivo. “Temos que unir os dois Poderes no sentido solucionar a problemática do transporte coletivo”, He highlighted the parliamentary, solicitando que a Casa entre em contato com o órgão para uma sessão conjunta ainda esta semana.

“A Assembleia também tem responsabilidade, assim como a Câmara de estudar a planilha, para dar uma resposta sensata à população, restabelecendo uma tarifa justa”, completou David Reis.


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use