Lula tries to block with witnesses and take sealed deadly Sérgio Moro

Former President enrolled him 87 witnesses in criminal action on the purchase of the land where it was built the new headquarters of the Lula Institute.
18/04/2017 12h21 - Updated 18/04/2017 12h21
Photo: reproduction

O desespero bateu na porta do grão-cacique do petismo. Após o avanço da Lava-Jato e a “lista do Fachin”, a defesa de Lula vem tentando toda sorte de medidas protelatórias e diversionistas buscando ganhar tempo e confundir o juiz Sérgio Moro.

Conforme atesta o Antagonista, o ex-presidente arrolou 87 witnesses in criminal action on the purchase of the land where it was built the new headquarters of the Lula Institute. O number, inflado, não denota preciosismo na defesa, mas sim uma tentativa clara de ganhar tempo e obstruir o andamento da justiça.

Moro reage

A reação do Juiz Federal Sérgio Moro foi veloz e inteligente. Ao invés de negar o pedido da defesa – ação que ajudaria reforçar o patético discurso de perseguição por parte do petista -, Moro optou por permitir a oitiva das 87 witnesses. Mas com uma condição: Lula deveria estar presente em cada um dos depoimentos.

“Será exigida a presença do acusado Luiz Inácio Lula da Silva nas audiências nas quais serão ouvidas as testemunhas arroladas por sua própria Defesa, a fim de prevenir a insistência na oitiva de testemunhas irrelevantes, impertinentes ou que poderiam ser substituídas, sem prejuízo, por provas emprestadas.” disse o juiz.

A resposta de Moro teve o poder de uma verdadeira lacrada. Permitiu o direito de defesa de Lula, desmontando uma armadilha midiática. E gerou empecilhos para uma tentativa de protelar o processo – medida que a defesa busca com todas as forças.

Source: jornallivre.com /h7>


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505