Legislative Assembly joins with action on TSE in an attempt to prevent the people from choosing new governor

O objetivo é fazer com que o novo governador possa ser escolhido pelos 24 deputados da Casa Legislativa.
17/05/2017 10h06 - Updated 17/05/2017 16h43
Photo: reproduction

The Legislative Assembly of the State of Amazonas (Alea) through its acting president, Mr Abdala Fraxe (PTN), joined, yesterday (16), a lawsuit in the Superior Electoral Court (TSE) para tentar impedir que o novo governador do estado seja escolhido pelo povo. O objetivo é suspender a eleição direta e fazer com que o TSE decida pela eleição indireta, em que os 24 deputados escolhem o novo gestor.

Abdala alega que os parlamentares querem apenas que se cumpra a Constituição Federal. A ação já tramita no TSE e até hoje (17), deve ser distribuída a um relator.

O ex-vice-governador também entrou com uma ação pedindo para assumir o cargo de governador e a suspensão da eleição suplementar. Ele justifica que são cargos diferentes e que não há indícios da sua participação nas irregularidades.

TSE

A decisão do TSE quando cassou os mandatos de José Melo e Henrique Oliveira, determinou que houvesse eleições indiretas e que fosse comunicado imediatamente ao Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) a realização das eleições diretas para a escolha dos novos nomes para os cargos.

A decisão foi tomada com base na minirreforma eleitoral aprovada após as eleições de 2014.

Source: AM POST Writing


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use Wp: (92) 99344-0505