Pre-candidates for governor are denounced by early advertising

Politicians have used their own personal pages on Facebook to sponsor publications of their pre-applications.
13/06/2017 16h32 - Updated 14/06/2017 11h54
Photo: AM POST

O Comitê de Combate ao caixa 2 protocolizou nesta segunda-feira (12), na Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-AM), duas denúncias de crime eleitoral relacionadas aos pré-candidatos ao governo do Estado, Luiz Castro (Network) and Wilker Barreto (PHS).

De acordo com as acusações anônimas os políticos utilizaram as próprias páginas pessoais do Facebook, de forma patrocinada (paga) para promover ambas as pré-candidaturas, prática proibida mesmo na pré-campanha.

Formado por várias entidades, como a Ordem dos Advogados do Brasil no Amazonas (OAB-AM), o Comitê foi criado para fiscalizar irregularidades nas eleições no Estado.

Segundo o presidente da Comissão de Ética e Reforma Política da OAB-AM e coordenador do comitê, Carlos Santiago, as denúncias foram primeiramente analisadas por uma comissão, que decidiu encaminhar à PRE para as sanções legais devido à constatação de fundamentos. A denúncia já está nas mãos do procurador regional eleitoral, Victor Santos.

AM POST Writing


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use