MEPs call Braga 'arrogant', Alessandra Campêlo of 'traitor’ and expose the dividing PMDB

Vicente Lopes e Wanderley Dallas exibiram um racha no partido antes restrito aos bastidores e trocaram farpas Alessandra Campêlo.
09/08/2017 10h39 - Updated 9/08/2017 16h06
Photo: Am Post

Um racha dentro do PMDB, restrito aos bastidores, veio à tona, on Tuesday (8), devido a eleição suplementar, com as manifestações revoltadas dos deputados estaduais Vicente Lopes e Wanderley Dallas, destituídos, respectively, da liderança e vice-liderança do partido na Assembleia Legislativa do Amazonas (OF-AM).

By 44 minutos os dois deputados peemedebistas usaram a tribuna para anunciar discordância à candidatura do senador e candidato a governador Eduardo Braga (PMDB) com duros ataques à conduta política dele. Aproveitaram a oportunidade para chamar Braga de “arrogante”, “truculento” e acusá-lo de usar terceiros para perseguir politicamente quem discorda dele.

Vicente e Dallas contestaram também o ofício enviado pelo PMDB à ALE/AM, que delega à deputada Alessandra Campelo a liderança do partido, and leaves vacant the second position. It said the decision was taken by the Executive Legend "and parliamentarians", no dia 27 July.

Lopes said that the document was false and irregular because they did not obey the bylaws of ALEAM, providing for an indication of parliamentary. According to him, the party statute imposes the same rule. Dallas already called Alessandra "traitor" and described the decision of the PMDB of "tyrant, stupid and rude ". "The people will respond to it".

A líder da sigla entrou no jogo da troca de farpas e acusou os colegas de partido de serem infiéis e de estarem apoiando desde o primeiro turno a candidatura do adversário de Braga nesta disputa, Amazonino Mendes (PDT) e que os dois usaram a questão da troca de liderança para tentar justificar a infidelidade à sigla e a Braga desde o primeiro turno.

Besides that, Alessandra Campêlo disse que Vicente e Dallas durante o Governo José Melo fizeram jogo duplo, insinuando que apesar de serem oposição deixavam de votar contra o Executivo e não se posicionavam contra “escândalos” do Governo.

AM POST Writing


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use