Manaus City Hall fails to pay for collective bargaining 2016 and servants of SMTU paralyze activities in protest

Segundo o Sindtran, este pagamento deveria ter ocorrido em meados de janeiro.
13/09/2017 16h14 - Updated 14/09/2017 10h37
Photo: reproduction

Because of the failure of the Manaus city in the agreement of payment of the second installment of the collective bargaining agreement 2016 the career employees of the Municipal Superintendence of Urban Transport (SMTU) decidiram paralisar o suas atividades na manhã desta quarta-feira (13) como protesto. Conforme o Sindicato dos Agentes de Trânsito e Fiscais de Transporte (mind Tran), este pagamento deveria ter ocorrido em meados de janeiro.

Os servidores se reuniram no auditório da sede da superintendência, localizado em Flores Zona Centro-Sul de Manaus, onde colocaram em pauta as próximas ações que devem ser tomado caso o pagamento não ocorra nos próximos dias. O próprio superintendente da SMTU também se fez presente durante a reunião e acordou buscar uma nova data para o pagamento desta segunda parcela a ser divulgada na próxima sexta-feira (15). Caso não seja cumprido o acordo, os servidores de carreira afirmam que devem novamente paralisar, mas dessa vez por tempo indeterminado até que o pagamento seja feito.

De acordo com o presidente do Sindtran, Rafael Cordeiro, the readjustment 4,83 % restante que falta ser paga a categoria, custa uma média de R$ 70.

AM POST Writing


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use