Rudolph Giuliani advisory belies contract with the Government of Amazonas

State Government announced it would be the first in Brazil to have consultancy Rudolph Giuliani, which reduced by more than half of crimes in New York.
26/04/2018 17h31 - Updated 27/04/2018 15h55
Photo: disclosure

A assessoria do escritório “Giuliani Security & Safety”, de Rudolph Giuliani, informou ao deputado Serafim Corrêa (PSB), on the morning of Thursday (26), que não ocorreu contrato com o Governo do Estado do Amazonas, para realizar consultoria na área de segurança.

“A assessora me informou que houve um termo de intenção para que eles tomassem as primeiras medidas e se concordassem em fazer o serviço e entendessem que o Governo do Amazonas fosse transparente o suficiente, assinariam o contrato. Então vejam, que foi o Governo do Amazonas, pelo site da Secretaria de Segurança Pública, que está fazendo disso um marketing, divulgando que o Amazonas é primeiro no Brasil a ter consultoria de Rudolph Giuliani”, alertou Serafim.

no day 18 Of this month, the State Government, by Public Security Bureau (SSP-AM), divulgou em reportagem que “Amazonas é primeiro no Brasil a ter consultoria de Rudolph Giuliani, which reduced by more than half of crimes in New York”. In this Monday (23), in press conference, the governor Amazonino Mendes ressaltou “o pioneirismo do Amazonas em trazer para o Brasil uma consultoria da área de segurança reconhecida mundialmente”. “Nós estamos contratando o que há de melhor no mundo”, he said Amazonino.

At the same event, o governador revelou que a consultoria na área de segurança contratada junto à empresa do ex-prefeito de Nova Iorque (USA), Rudolph Giuliani, custará US$ 1,5 million, or equivalent to R $ 5 millions.

A assessoria de Rudolph Giuliani informou ainda que foi procurada em 2009 pelo Governo do Rio de Janeiro para prestar consultoria na área de segurança, mas que ao final, a gestão de Sérgio Cabral não atendeu aos termos de “quality, profissionalismo e transparênciae o contrato não foi realizado.


*** If you are in favor of a totally free and impartial press, collaborate enjoying our page on Facebook and visiting often the AM POST.


Contact Terms of use