Prefeito Arthur atende pedido de Wilker Barreto e contempla pedagogos e servidores no abono do Fundeb

Antes restrito aos professores o benefício agora também será pago para as duas outras categorias de profissionais da Educação.
18/10/2018 14h34 - Atualizado em 19/10/2018 12h39
FOTO: TIAGO CORREA / CMM

O pedido feito pelo presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS), no último dia 15, da tribuna da Casa Legislativa, para que a Prefeitura de Manaus estendesse o pagamento do abono Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para pedagogos e servidores administrativos das escolas da rede municipal de ensino, foi atendido pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

Antes restrito aos professores, conforme consta na edição 4461 do Diário Oficial do Município (DOM) publicado no dia 11 deste mês, agora o benefício também será pago para as duas outras categorias de profissionais da Educação, conforme consta no Decreto Nº 4.177 publicado na edição nº 4463, publicada na terça-feira (16).

“Na segunda-feira eu parabenizei, cobrei e fiz apelo a Prefeitura. Disse que, pagando o abono aos professores, o Executivo estava passando apenas na média, mas que para tirar uma nota 10, precisaria que pedagogos e servidores administrativos também recebessem o abono, pois afinal, o sucesso no Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb) é construído em conjunto, por diretores, pedagogos, secretários e professores, felizmente fui compreendido”, afirmou Wilker Barreto.

Ideb
Previsto para ser pago nos próximos dias, a premiação no total de R$ 12 milhões foi obtida pela Prefeitura de Manaus por conta do bom desempenho alcançado pelos alunos do município no Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb).

Manaus também alcançou, no último ano, um índice de aprovação de 93% dos alunos regularmente matriculados, que em 2013 era de 84%; a redução de 74% do abandono que caiu de 4,6% em 2013 para 1,2% em 2017. Nos últimos 18 anos, de acordo com dados disponibilizados pelo Ministério da Educação (MEC), a rede municipal de ensino ainda não registrado taxa de abandono tão baixa.

Com informações da Assessoria


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso