FVS realiza 2º Simpósio Estadual de Tuberculose

O evento vai reunir profissionais de saúde dos 62 municipios del Amazonas.
23/03/2015 08H00 - Actualizado 23/03/2015 03H26
foto: revelación

fuente: Assessoria de Comunicação

La Fundación para la Vigilancia de la Salud (FVS), una agencia del Departamento de Salud del Estado (sésamo), realiza entre os dias 23 mi 25 de marzo, o 2º Simpósio Estadual de Tuberculose. O evento que tem como temaAmazonas livre da Tuberculoserespire essa ideia”, será realizado, de 8:30, no Auditório Berlarmino Lins, la Asamblea Legislativa del Estado de Amazonas, localizado na Rua Recife, s / n, Parque 10 noviembre.

O simpósio irá reunir todos os coordenadores municipais do Programa de Controle da Tuberculose e coordenadores da atenção primária da capital e do interior. “Teremos aqui pelo menos dois representantes de cada município do interior do estado, da Semsa Manaus e da FVS, avaliando as nossas ações e nos atualizando sobre o direcionamento que o Ministério da Saúde está dando para diminuir a incidência de casos de tuberculose no estado”, informa o diretor presidente da Fundação de Vigilância em Saúde, Bernardino de Albuquerque.

O simpósio está sendo coordenado pelo Programa Estadual de Controle da Tuberculose. Entre os assuntos que serão abordados estão a intensificação por parte das equipes de saúde da família da busca ativa de novos casos e o acompanhamento do paciente para evitar o abandono do tratamento.

A tuberculose ainda é uma doença que apresenta alta incidência no estado do Amazonas e no país, e está comprovado através de pesquisas que uma das causas dessa alta incidência é o abandono do tratamento”, explica Bernardino. Ele informa que o tratamento tem duração de seis meses, mas que logo de início o paciente já apresenta melhora no quadro. Tal vez por eso, más que 60% dos pacientes abandonem o tratamento, sem estar curado. “Isto é prejudicial para a própria pessoa que, inclusivo, continua transmitindo a doença”, dicho.

A coordenadora estadual do Programa de Controle da Tuberculose/FVS, Marlúcia Garrido, reforça que um dos objetivos do Simpósio é elaborar um plano de ação de combate e controle da tuberculose, que deverá ser disponibilizado para todos os municípios e aplicado de acordo com a realidade e especificidade de cada um.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) dentre os 22 países com maior número de casos de tuberculose no mundo, o Brasil é o 17º colocado.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505