18/06/2015 19h40 - Actualizado 20/06/2015 07h18

después de un acuerdo, Garantizada tiene recursos desbloqueados

O montante bloqueado chegava a R$ 1,1 millón, segundo a diretoria do Boi.
En una auditoría realizada en mayo, nueva junta ha identificado la deuda de R $ 36 millón. (foto: Reproducción / Garantizado)
En una auditoría realizada en mayo, nueva junta ha identificado la deuda de R $ 36 millón. (foto: Reproducción / Garantizado)

después de un acuerdo, o juiz da 3ª Vara Cível de Parintins, Diógenes Vidal Pessoa Neto, suspendeu decisão que bloqueou os recursos que o Boi Garantido tinha a receber do Governo do Estado, e patrocinadores, como a Coca-cola. O montante bloqueado chegava a R$ 1,1 millón, segundo o presidente da Associação Folclórica Boi Bumbá Garantido, Adelson Albuquerque.

O juiz havia determinado o bloqueio dos recursos, en abril de este año, em decisão favorável a empresa A. METRO. Comércio de Tintas Ltda. em um processo em que ela cobrava uma dívida de R$ 250 mil, por serviços realizados em 2007, e que não foram pagos pela diretoria anterior. Com a atualização da dívida o valor ficou em R$ 350 mil, valor considerado alto por Albuquerque.

Na decisão de abril, o juiz determinou a Secretaria de Estado da Fazendo (Se hace) que fizesseo bloqueio de todos os recursos que existem e ou vierem a ser depositados para a Executada, bem como todas as pessoas jurídicas (associações e fundações) que representem e ou tenham vínculo com a Associação Folclórica Boi Bumbá Garantido”.

Segundo informações do advogado do boi garantido, Raul Goes Neto, o acordo foi firmado na própria comarca de Parintins. A dívida foi divida em três parcelas que deverão ser honradas pela Associação. Sendo uma este ano, no valor de R$ 100 mil, e outras duas no valor de R$ 125 mil, en 2016 mi 2017. Con eso, os recursos que ainda tramitam no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), perderam objeto.

De acordo com Adelson Alburqueque, mesmo com 95% da produção artística para o festival pronta, se o bloqueio dos recursos fosse mantido, a Associação teriadificuldades para pagar fornecedores”. Ele disse ainda que o acordo foi firmado em valor bem reduzido, o que não vai prejudicar o fechamento das contas desse ano. “Conseguimos um acordo, em um valor que não vai comprometer o fechamento das contas desse festival”, dicho.

Essa é apenas uma das dívidas da Associação herdadas de outras gestões. En mayo, a nova diretoria realizou uma auditoria nas contas da Associação e descobriu uma dívida de cerca de R$ 30 millón, entre dívidas fiscais e judiciais.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505
ce FROM wp_translations WHERE original = 'Dhyene Brissow' and lang = 'es' 390 | 0.0001 | enabled | not cached | 930 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'd2ecbbd931786040cceb1b0d2481c1' and lang = 'es' 391 | 0 | enabled | cached | 976 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'http' and lang = 'es' 392 | 0.0001 | enabled | not cached | 967 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'ampost.com.br/wp-content/uploads/2015/06/65878_ex-Copy-1024x682.jpg' and lang = 'es' Served from: ampost.com.br @ 2017-01-20 02:00:29 by W3 Total Cache -->