Crise no Polo Industrial de Manaus tem aumentado o desemprego no Amazonas, aponta Luiz Castro

10/06/2015 16h40 - Actualizado 10/06/2015 16h44
foto: revelación

A crise vivenciada pelo setor industrial no Amazonas foi o tema do discurso do deputado estadual Luiz Castro (PPS) no Pequeno Expediente da Sessão Ordinária desta quarta-feira (10). O parlamentar repercutiu pesquisa divulgada na última terça-feira (9) el Instituto Brasileño de Geografía y Estadística (IBGE) que atesta a queda da produção do Polo Industrial de Manaus em 19,9% no mês de abril, índice que coloca o Estado como o que obteve o pior desempenho do país no comparativo com o mesmo mês de 2014.

O parlamentar também lembrou que a diminuição da atividade industrial tem influenciado no aumento do desemprego no Estado e defendeu que o Poder Legislativo se mantenha atento a essa situação. “Precisamos nos debruçar sobre as causas da crise e sobre o fato de que, quando a economia nacional sofre um abalo, a economia amazonense tem um abalo muito maior”, dicho.

Durante o discurso, Luiz Castro relacionou a crise economia do estado ao “abandono” do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), instituição que, na opinião do parlamentar, teria condições de contribuir, a partir do conhecimento produzido, com alternativas econômicas importantes para o futuro do Amazonas.

“De um lado temos a crise do nosso modelo industrial, que é altamente dependente do modelo de incentivo à industria – economia que hoje está em crise nacional – e estamos vendo o CBA praticamente fechar, que é o nosso grande sentido de alternativa econômica para o futuro com o governo federal abandonando o CBA e o governo do estado não adotando a postura de liderança e cobrança que deve adotar”, lamentó, destacando a necessidade da união de força entre executivo e legislativo na busca de uma solução para a manutenção do Centro de Biotecnologia da Amazônia.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505