Exposición sobre la trata de personas estará en Uai Compras

Exposição reúne histórias verídicas de vítimas do tráfico.
27/08/2015 16H47 - Actualizado 28/08/2015 01h18
foto: Sejusc

El Gobierno de Amazonas, a través del Departamento de Justicia, Derechos Humanos y Ciudadanía (Sejusc), se llevará a la exposición temática "La libertad no puede ser comprado", sobre la trata de personas a Uai Compras, ubicada en Avenida Cosme Ferreira, 4.605, Sán José, east Side. A exposição ficará aberta ao público nos dias próximos dias 29, das 11h às 20h, mi 30, das 12h às 20h.

O evento faz parte da programação da campanha “Coração Azul contra o Tráfico de Pessoas”, do Ministério da Justiça, que iniciou em julho em vários países. en Manaus, a exposição já aconteceu no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, Manaus Plaza Shopping e vai percorrer outros centros comerciais até o fim de setembro.

A exposição tem o objetivo de informar e conscientizar a população sobre o tráfico de pessoas, além de divulgar os canais de denúncia do crime. Ela é composta de duas caixas que simulam gaiolas humanas. Uma pequena medindo 65cm³, adesivada com a imagem de uma mulher aprisionada, e outra com 2,5mx2,5m. Na maior é possível adentrar e conhecer trechos de histórias verídicas de pessoas que foram vítimas do tráfico e outras informações sobre o tema.

“A campanha de enfrentamento ao tráfico de pessoas é permanente e a exposição itinerante vai percorrer vários shoppings de Manaus que se tornaram parceiros dessa causa. O objetivo é de atingir um maior número de pessoas com informações sobre os perigos desse crime. Queremos alertar a sociedade para que fique atenta e denuncie, seja pelos telefones 100, 180 mi 181 ou nas delegacias”, informa a secretária da Sejusc, gracia Prola.

teatro – A peça teatralSonhos Roubadosserá encenada pelos alunos do curso de teatro do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro. Ela retrata as fases do tráfico de pessoas para fins sexuais, desde a escolha e sedução da vítima, passando pela enganação durante a viagem ao país de destino até o aprisionamento nas boates. A denúncia, a prisão dos criminosos e a liberdade da vítima, también, são apresentados.

quejas – Para denunciar é só acessar os vários canais disponibilizados. Os telefones 100, 180 mi 181 são gratuitos. O fixo de Manaus é (92) 3632-0554. Quem está no exterior, também pode denunciar pelo 900 990 055 (España), 800 800 550 (Portugal) mi 800 172 211 (Italia). Nos três últimos, o código 61 3799 0180 deve ser informado. Para denúncias por e-mail é [email protected].


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505