Ministro da Justiça quer que a PF investigue violação de dados sigilosos de Lula

Segundo reportagem da Veja, a LILS, el ex presidente Lula, captó R $ 27 millón
18/08/2015 15h06 - Actualizado 18/08/2015 15h06
foto: reproducción

El Ministro de Justicia, José Eduardo Cardozo, determinó hoy (18) que a Polícia Federal (PF) investigue a possibilidade de violação de sigilo legal de dados bancários da empresa LILS, el ex presidente Luiz Inacio Lula da Silva, por uma reportagem da revista Veja, publicada no último final de semana.

De acuerdo con el informe, a LILS arrecadou R$ 27 milhões em quatro anos, conforme relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), repassados aos investigadores da Operação Lava Jato e obtidos pela revista.

Na reportagem, a revista afirma que o documento do Coaf cita as empresas Odebrecht, Andrade Gutierrez, OAS e Camargo Corrêa, todas investigadas pela Lava Jato, como responsáveis por cerca de 30% dos valores repassados à empresa do ex-presidente.

Buscado por el informe, a assessoria de imprensa do Instituto Lula disse que não se vai se manifestar sobre o conteúdo da reportagem nem sobre o pedido de investigação a respeito do vazamento de dados do Coaf.

fuente: Exame.com


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505