04/08/2015 23h58 - Actualizado 4/08/2015 23h58

Municípios já perderam R$ 121 bilhões por desonerações de impostos

Recursos foram perdidos entre anos de 2008 mi 2014.
foto: revelación
foto: revelación

A crise financeira nos entes federados chegou a um estado calamitoso. Foi o que informou a Conderação Nacional de Municípios em estudo publicado nesta terça-feira (4). Uma das causas é a redução das alíquotas do Imposto sobre Produtos industrializados (IPI) e o “congelamentoda tabela de alíquotas do Imposto sobre a Renda (Y). As duas medidas fizeram com que os Municípios perdessem R$ 121,454 bilhões de reais entre 2008 mi 2014.

Foi em 2008, com a evolução da crise econômica mundial, que o governo federal começou a desenvolver políticas para estimular a economia brasileira. A desoneração do IPI e do IR foi uma das estratégias adotadas, o que afetou diretamente as contas municipais. Os dois impostos compõem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), principal fonte de recurso das pequenas cidades, lembra a CNM.

De acordo com o material publicado pela entidade, os Municípios de São Paulo foram os mais prejudicados. O impacto das desonerações dos dois impostos no período de 2008 un 2014 chega a R$ 16,1 millones. Em segundo lugar aparecem os Municípios mineiros com uma perda de R$ 15,9 millones. Na terceira posição ficam as cidades da Bahia com impacto de aproximadamente R$ 11 millones.

Somente nesses três Estados, os prejuízos já somam cerca de R$ 43 millones. O restante, aproximadamente R$ 78 millones, diz respeito aos outros entes da federação.

Outro ponto sinalizado no levantamento é a questão dos royalties do petróleo. A liminar concedida nos autos da Ação Direta de Inconstitucionalidade (IDA) 4.917 suspendeu artigos da Lei 12.734 que previa a partilha dos royalties para todos os Municípios.

Fundo de Participação dos Municípios
Houve destaque também para o comportamento do FPM, mais um fator que agrava a crise municipal. O Ministério do Planejamento divulgou recentemente o Relatório de Avaliação Fiscal e Cumprimento da Meta do 3.º bimestre de 2015. No documento é possível notar uma redução dos valores que haviam sido previstos para este ano.

O FPM bruto, no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa), foi estimado em R$ 91,106 bilhões e posteriormente caiu para R$ 88,105 bilhões pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (carta de acuerdo). Na última Avaliação Bimestral do Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias o repasse para o FPM ficou em R$ 85,567 millones. Isso indica R$ 5,53 bilhões a menos para os entes federados desde a Ploa até o último relatório divulgado.

Piso do Magistério

O pagamento do piso dos professores foi mais um item apontado pela CNM no documento. Conforme implica a Lei 11.738, o piso deve serGov. do Espírito Santo atualizado em 1.º de janeiro, baseado no percentual de crescimento do valor aluno/ano do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O crescimento é relativo aos anos iniciais do Ensino Fundamental urbano.

Acontece que a aplicação desse critério implica reajustes acima da inflação e do crescimento das receitas públicas. En enero de este año, o valor do piso foi fixado em R$ 1.917,78, o que corresponde a uma elevação de 13,01% no comparativo com o piso de 2014. Em função do novo valor, os Municípios brasileiros tiveram seus gastos com o pagamento da folha dos professores ampliados em R$ 6,878 bilhões entre 2014 mi 2015.

Se for levada em conta a totalização das variações do piso desde 2008, os Municípios brasileiros tiveram uma expansão de gastos de R$ 28,164 bilhões em apenas oito anos.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505
1 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'municípios' and lang = 'es' 384 | 0 | enabled | cached | 984 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'recursos' and lang = 'es' 385 | 0 | enabled | cached | 908 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'dontuseme' and lang = 'es' 386 | 0 | enabled | cached | 908 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'política' and lang = 'es' 387 | 0.0001 | enabled | not cached | 902 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'T03' and lang = 'es' 388 | 0.0001 | enabled | not cached | 902 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'T21' and lang = 'es' 389 | 0.0001 | enabled | not cached | 903 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'true' and lang = 'es' 390 | 0.0001 | enabled | not cached | 913 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'Dhyene Brissow' and lang = 'es' 391 | 0.0001 | enabled | not cached | 930 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'd2ecbbd931786040cceb1b0d2481c1' and lang = 'es' 392 | 0 | enabled | cached | 976 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'http' and lang = 'es' 393 | 0.0001 | enabled | not cached | 976 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'ampost.com.br/wp-content/uploads/2015/08/cidade_parintins_aerea-1024x683.jpg' and lang = 'es' Served from: ampost.com.br @ 2016-12-10 06:59:50 by W3 Total Cache -->