24/09/2015 12h11 - Actualizado 24/09/2015 12h11

Alunos do Cmei Wilson Mota aprendem sobre tributos de forma lúdica

Os alunos aprenderam, por ejemplo, a importância de exigir nota fiscal.
foto:  Deilson Lima
foto: Deilson Lima

Alunos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Wilson Mota, localizado na Redenção, zona Centro-Oeste, aprenderam na tarde desta quarta-feira, 23, a importância de exigir a nota fiscal e como os tributos pagos pelos cidadãos poderão retornar à sociedade em bens públicos, como escolas e hospitais. A atividade é umas das ações do Projeto Pequeno Cidadão, realizado na instituição de ensino desde 2011 e envolvendo cerca de 700 alunos do 1º e 2º períodos, de 4 mi 5 años.

Segundo a gestora do Cmei, Regina Coeli Menezes, o projeto está concorrendo ao Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2015 da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite) que visa premiar as melhores iniciativas de Educação Fiscal deste ano. Ela informou que o programa desenvolvido na escola tem grande possibilidade de alcançar os primeiros lugares do concurso nacional que tem premiação de R$ 5 mil, R$10 e R$ 15 mil.

“Estamos muitos esperançosos porque ele foi bem elaborado e teve a contribuição de todo o nosso corpo docente. Foi pensando e desenvolvido com muito cuidado, respeitando todas as determinações da Febrafite”, declarado.

A intenção da atividade desta quarta-feira foi apresentar a peça intitulada “Uma Cidade Chamada Ordelândia”, que faz parte do projeto Pequeno Cidadão.

ahora, um representante da Sefaz ficará responsável de enviar um relatório a equipe da organização do concurso nacional, que reunirá os melhores projetos de educação fiscal em atividade no país desenvolvidos nas escolas, universidades, prefeituras e organizações.

O representante que prestigiou o evento foi o chefe de Educação Fiscal da Sefaz, Neiraldo Dixo. “A nossa intenção aqui é avaliar e ratificar todas as informações constantes no projeto que está selecionado para participar do prêmio e, posteriormente, montar um relatório para mandar a Febrafite, em Brasília”, recalcó.

Participação no concurso nacional
Este año, Semed levará seis unidades escolares para disputarem ao prêmio nacional de Educação Fiscal da Febrafite: os Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) Wilson Mota, Dilsen Alves, Nossa Senhora da Conceição, Hermann Gmeiner e as Escolas Municipais Thomas Meireles e Santo André.

De acordo com assessora de Educação Fiscal da Divisão de Ensino Fundamental da Semed, Shirley da Silva, a secretaria trabalha com o tema na rede há mais de 10 anos em suas unidades educacionais.

“Desde 2004 trabalhamos com os projetos e atividades sobre educação fiscal, sendo que cada unidade desenvolve o seu trabalho, mas todas de forma lúdica e atrativa. A intenção é disseminar desde cedo em nossos alunos o conhecimento sobre impostos, a função social dos tributos, dentre outros assuntos da área e, con eso, prepará-los para serem cidadãos mais críticos e conhecedores de seus direitos”, dijo.

Febrafite
A Febrafite é uma sociedade civil, sin fines lucrativos, com sede em Brasília (DF), que congrega Associações de Fiscais de Tributos Estaduais de todo o território nacional. Um dos objetivos fundamentais da federação é a promoção e o desenvolvimento da educação e cultura, no âmbito fiscal e tributário, de modo a fomentar e estimular a conscientização da importância social do tributo.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505