PM Batallón promueve la reunión de las comunidades indígenas en Tabatinga

A pauta foi sobre segurança pública na comunidade.
24/09/2015 11h55 - Actualizado 24/09/2015 11H59
foto: Nota de prensa / PM

Los policías militares en el 8º Batallón de la Policía Militar (BPM) Tabatinga, distante 1.105 km recta desde Manaos, en respuesta a la invitación de la Asociación de la Comunidad Indígena de Umariaçu 2, participou de uma reunião na noite ontem (23), juntamente com representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai). en la agenda, foram debatidos assuntos sobre segurança pública na comunidade.

A reunião que teve cerca de três horas de duração, tratou de assuntos relacionados à competência de cada órgão de segurança, para o enfrentamento da problemática quanto ao consumo e prevenção de drogas por indígenas, e também sobre o patrulhamento ostensivo na localidade.

De acordo com o Comandante do 8º BPM, Major Herlon, a Polícia Militar se dispôs na sua missão institucional a atender às demandas de policiamento dos comunitários indígenas que foram submetidas ao comando local da cidade de Tabatinga. Foi sugerido pelo Soldado PM Jarbas Alves, a criação de um conselho de segurança indígena, que contará com a participação de diversos outros órgãos visando a preservação dos direitos fundamentais dos comunitários indígenas.

Também participaram da reunião, os Soldados PM Daniel Barbosa, Abensur e Maísa Junni, que compõem o BPM local.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505