24/09/2015 11h28 - Actualizado 24/09/2015 11h28

Ley de presupuesto del municipio será decidida por la semana próxima Junta MWC

A Lei é para o exercício de 2016.
foto: Tiago Correa / MMC

Deve ser deliberada pela Câmara Municipal de Manaus (CMM), semana próxima, a proposta de Lei Orçamentária Anual (carta de acuerdo) do Executivo Municipal para o exercício de 2016. A informação foi dada pelo líder do Governo Municipal, El concejal de Elias Emanuel.

O orçamento para o próximo ano, de acordo com Elias Emanuel, está fixado em R$ 4,145 millones, valor abaixo do orçamento deste ano, el cual era de R $ 4,485 millones. “O governo municipal sente na pele a queda da arrecadação dos repasses do Governo Estadual e de outros repasses do Governo Federal”, dijo el concejal.

Según él, Enero-agosto de este año, a Prefeitura de Manaus teve uma queda de arrecadação de 4,6% no repasse do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços), o que denuncia, como assegurou, uma “flagrante queda da receita do repasse de recursos do Governo Estadual para o município”. “E o que é pior, todas as perspectivas levantadas pelo Governo Federal em relação a 2015 mi 2016 são negativas”, dicho.

Según el concejal, a Prefeitura coloca que no primeiro semestre o PIB (Producto Interno Bruto) teve uma queda de 1,6% e deve ter uma queda acentuada até o final do ano, que deve ultrapassar 2,7%. “Portanto visualizamos que a peça orçamentária que este ano é um ano de vacas magras, e no próximo ano, teremos uma situação ainda muito mais delicada a enfrentar com uma queda expressiva no orçamento que a Prefeitura nos apresenta”, dijo.

O líder do Governo Municipal ressaltou que a Prefeitura esperava ter um orçamento de R$ 4,400 bilhões e vai fechar o ano com apenas R$ 3,900 millones. “Tenho visto o professor Bibiano questionar para onde foi a economia que o prefeito fez com a reforma administrativa de R$ 570 millón. Se ele não tivesse feito economia, o nosso déficit não teria sido de apenas R$ 500 millón, mas de R$ 1 millones. Porque toda a reforma administrativa nos deu uma economia de R$ 500 milhões e a receita prevista deste ano era de R$ 4,400 bilhões”, explicó. “Nos preparemos, porque 2016 não será nem de perto um ano fácil para todos”, prevenido.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505