• Deputada critica aumento de verbas publicitárias da Prefeitura

    Segundo Alessandra Campêlo, Semcom teve seu orçamento aumentado em 57%.
    22/10/2015 13h31 - Actualizado 22/10/2015 13h31

    Foto: divulgar


    Em pronunciamento na manhã desta quinta-feira (22), durante a Sessão Plenária da Assembleia Legislativa do Amazonas (peligro), a deputada Alessandra Campêlo (PCdoB), falou sobre o aumento das verbas de comunicação da Prefeitura Municipal de Manaus (PMM), para o exercício de 2016.

    Segundo tabelas apresentadas pela deputada, a Secretaria Municipal de Comunicação (Sin con) teve seu orçamento aumentado em 57%, do período de 2013 una 2016. Alessandra informou que em 2013, o orçamento foi de R$ 28 millones, e para o ano de 2016, o valor a ser repassado será de R$ 65 millones.

    A deputada afirmou que, enquanto a Semcom teve seu orçamento aumentado, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) perdió 16,5% de sua receita. No ano de 2013, a verba destinada à educação municipal era de R$ 505 millones, e para 2016, o repasse previsto é de R$ 433 millones. Já a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), teve seu orçamento, nesse mesmo período, aumentado em apenas 1%.

    “O prefeito vai dizer que diminuiu o investimento em Educação por causa da crise, por causa da presidente Dilma Rousseff”, dijo el diputado, questionando o porquê de significativo aumento da verba de publicidade em detrimento de áreas tão importantes como educação e saúde. A deputada disse que as propagandas veiculadas pela PMM mostram uma cidade sem problemas, o que, segundo a parlamentar, não é a realidade vivida pela população manauara.

    Finalizando seu pronunciamento, Alessandra disse desejar que o próximo administrador de Manaus esteja mais comprometido em cuidar da cidade e do povo, e não com a publicidade de suas ações.


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso