09/10/2015 11h23 - Actualizado 9/10/2015 11h23

Un día usando reacciones, la "nueva Como’ hacer Facebook

foto: reproducción
foto: reproducción

Quando Mark Zuckerberg divulgou o primeiro vídeo sobre o Reactions, el jueves, 8, o recurso já havia aparecido para algumas pessoas aqui na Irlanda, o que inclui este repórter. Então comecei a usar a novidade para tentar entender se ela tem potencial para nos fazer mudar mais uma vez a nossa forma de se comunicar pela internete a minha resposta, por ahora, es: sim.

O Reactions é a resposta do Facebook ao tão requisitado botão “dislike”. Em vez de criar uma ferramenta com potencial para transformar os posts em rankings de opiniões favoráveis ou contrárias, a rede preferiu ir além, dando aos usuários maneiras mais claras de se expressar com relação ao conteúdo postado.

Surgiram, tan, seis emoticons animados apelidados de “Amor”, “Haha”, “Yay”, “Wow”, “Triste” e “Bravo”. No computador, eles aparecem quando você mantém o ponteiro do mouse por algum tempo sobre o Like e, no smartphone, após pressionar e segurar o Like. São opções suficientes para que as pessoas deixem claro o que sentiram quando viram o post, mas há rumores de que essa paleta aumentará futuramenteo que não me parece boa ideia.

Muita gente ficou preocupada com a possibilidade de o novo sistema deixar o Facebook poluído, mas na verdade ele transforma a rede social em algo ainda mais dinâmico. Só o Like e os botões de comentários e compartilhamentos mantêm o azul tradicional do site; como os emoticons do Reactions são feitos em tons de amarelo e vermelho, eles acabam deixando os posts, digamos… mais vivos.

Bastaram algumas horas de navegação tendo a novidade à disposição para entender que o Like realmente é um sistema de avaliação completamente ultrapassado. Ele pode funcionar bem no YouTube, onde é preciso indicar apenas “gostei” e “não gostei”, mas o Facebook é complexo demais para depender de um único modelo de expressão. “Nem todo momento é um boom momento e às vezes você só quer uma forma de demonstrar empatia”, comentou Zuckerberg. E as pessoas já entenderam isso; navegando por páginas de sites irlandeses é possível ver que os usuários de lá se adaptaram rapidamente ao Reactions.

Internamente, por enquanto os novos emoticons serão interpretados apenas como likes, então os administradores de páginas não terão como avaliar o tipo de resposta recebido em cada postmas é algo que a rede social deve alterar assim que o Reactions for liberado em outros países.

ayer, ao falar sobre a novidade, Zuckerberg se mostrou empolgado com o que chamou de “um botão Like mais expressivo”, e eu também estou. Mesmo com apenas um dia de uso, já deu para perceber que o pessoal do Facebook acertou na ideia. Agora é só esperar até que ela seja expandida.

fuente: mirada digital

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505