Comitê Cidadão será lançado oficialmente nesta quinta-feira (12)

Participam da junta lideranças religiosas, empresariais e comunitárias da cidade de Manaus.
11/11/2015 15H26 - Actualizado 11/11/2015 15H26
foto: reproducción

Acontece no dia 12 Noviembre, a las 10 horas, no auditório do Ministério Público Federal, o lançamento oficial do Comitê Cidadão que reúne lideranças religiosas, empresariais e comunitárias para realizar reuniões setoriais que visam debater problemas/demandas do cotidiano referente aos serviços públicos prestados à comunidade nas mais diversas áreas de educação, salud, seguridad, transporte público, tributação, medio ambiente, entre otros, gerando propostas, ferramentas de acompanhamento e aferição de metas para indicadores de gestão pública.

Segundo o empresário e pastor Stanley Braga, trata-se de uma instituição apartidária formada por representantes legitimados pela sociedade, com respaldo ético e moral para debater temas de interesse da coletividade amazonense. “O comitê cidadão surge num momento de crise, primero, moral e de representatividade, visto que a sociedade já não sabe quem é o verdadeiro interprete das suas demandas e necessidades. A ideia do comitê é poder reverberar as reais necessidades da sociedade e em cima disso reunir forças através de lideranças do bem, o sea, pessoas que tem compromisso com o próximo e acima de tudo o amor para que nós possamos fazer a diferença. O comitê não quer substituir competências, mas influenciar positivamente a boa caminhada e a primeira ação que abraçou foi a parceria com o Ministério Público Federal apoiando a campanha “10 Medidas contra a corrupção”, dice.

foto: revelación

foto: revelación

O Arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani, acredita na proposta do Comitê e apoia esta iniciativa enquanto cidadão e representante da Igreja Católica de Manaus. “A razão de participar é que como sociedade civil temos que nos unir e o mundo precisa que superemos as barreiras, os limites e estar mais juntos. Acho que a humanidade vive um momento dramático e a esperança persiste porque somos cristãos e temos fé. Se temos fé na humanidade, temos que estar unidos. A gente participa do comitê enquanto cidadão preocupado com o país, pois o Brasil é maior que a crise e a fé que a gente tem nos leva a um compromisso social, de cidadão”, declarou Dom Sérgio.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505