29/11/2015 10H39 - Actualizado 30/11/2015 10h40

La corrupción es el mayor problema del país, dice Datafolha

É a primeira vez que brasileiros colocam a conduta criminosa no topo do ranking.
foto: Sergio Moraes / Reuters
foto: Sergio Moraes / Reuters

Realizada nos dias 25 mi 26 a escala nacional, 34% dos eleitores da Datafolha colocaram a corrupção como o principal problema do Brasil na atualidade. Luego en seguida, saúde aparece com 16%, desemprego com 10%, educação e violência com 8%, cada uno, e economia com 5%. A pesquisa aconteceu em meio à Operação Lava Jato, que começou apurando a atuação de doleiros em 2014, cresceu com a descoberta de um esquema criminoso na Petrobras envolvendo funcionários da estatal, grandes empreiteiras e políticos, e depois estendeu-se para o setor elétrico. A pesquisa foi publicada em reportagem do jornal Folha de S. Paulo na edição deste domingo.

O Datafolha investiga a principal preocupação dos brasileiros desde 1996, ainda durante o primeiro mandato de Fernando Henrique Cardoso na Presidência. Durante o período tucano (a 2002), o tema líder no ranking de principais problemas foi o desemprego, com o recorde de 53% para 1999. Em algumas rodadas, fome/miséria apareceu em segundo lugar na lista de preocupações, assunto citado por apenas 1% Actualmente. Desemprego continuou em primeiro lugar no ranking até o fim do primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, en 2006.

Sob Lula e FHC, corrupção nunca foi apontado como o principal problema do país por mais de 9% el electorado. O tema começou a ganhar força em junho de 2013, primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, mês de enormes protestos de rua pelo país com pautas variadas, da tarifa do transporte à violência policial. Naquele momento, a corrupção foi citada como maior problema por 11%, recorde na série histórica do Datafolha até então.

fuente: Veja.com

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505