Papa pede combate à corrupção e à exploração no trabalho

O discurso foi inspirado no acidente que incendiou fábrica ilegal em 2013.
10/11/2015 10H59 - Actualizado 10/11/2015 10H59
foto: AFP

O papa Francisco pediu o combate à exploração no trabalho, à corrupção e à ilegalidade, em discurso aos cidadãos de Prato, localidade da Toscana, que visita hoje (10).

A sacralidade de cada ser humano requer para cada um respeito, acolhimento e trabalho digno. A vida de cada comunidade exige que se combata, até o final, o câncer da corrupção, da exploração humana e o veneno da ilegalidade”, disse em uma das varandas da catedral de Prato.

O discurso de Francisco foi inspirado pelo acidente de dezembro de 2013, quando um incêndio em uma fábrica ilegal de Prato causou a morte de sete imigrantes chineses, que trabalhavam, viviam e dormiam no edifício.

É uma tragédia da exploração e das condições de vida desumanas. Isso não é um trabalho digno”, destacado.

Em Prato vivem 191 miles de personas, 35 mil das quais imigrantes de 123 nacionalidades e a maior comunidade chinesa da Itália.

O papa saiu do Vaticano no início da manhã, de helicóptero, e desceu no campo desportivo de Prato, seguindo para a Praça da catedral.

Depois dessa etapa, Francisco vai a Florença, que sedia o 5º Congresso Nacional da Conferência Episcopal Italiana. Ele almoça com um grupo de pessoas carentes.

fuente: Agencia Brasil


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505