Petrobras encerra o ano com 28 ações judiciais nos EUA

Três novos investidores resolveram entrar com processo contra a Petrobras nesta semana.
31/12/2015 16h01 - Actualizado 31/12/2015 16h01
foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Três novos investidores resolveram entrar com processo contra a Petrobras na Corte de Nova York nesta semana.

Con eso, a petroleira já conta com 28 ações individuais abertas nos Estados Unidos por causa da Operação Lava Jato, além de uma ação coletiva. O julgamento está marcado para começar em 19 septiembre.

Dois fundos entraram com ação individual nesta quarta-feira, 30. Um deles foi o Manning & Napier, com sede no Estado de Nova York e US$ 37 bilhões de ativos sob gestão.

O outro foi a gestora State Street Cayman Trust Company, com sede nas Ilhas Cayman. No dia 28, quem entrou com ação foi o fundo Janus Overseas Fund, da gestora Janus Capital, que tem sede no Estado do Colorado, nos Estados Unidos, e administra cerca de US$ 190 millones.

Os processos têm alegações semelhantes. A Petrobras burlou as regras do mercado acionário dos Estados Unidos ao não divulgar corretamente aos investidores o esquema de corrupção na empresa, investigado pela Lava Jato.

A empresa inflou ativos nos últimos anos para esconder as propinas e quando as denúncias vieram a público os preços dos papéis despencaram, provocando prejuízo para os investidores.

A Petrobras tem papéis listados na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse, sus siglas en Inglés) e é uma das empresas mais negociadas no pregão.

Desde janeiro, 28 investidores resolveram entrar com ações individuais contra a Petrobras, número que surpreendeu o próprio juiz que cuida do caso, Jed Rakoff, de acordo com um comentário dele em um documento da Corte.

Además, há uma ação coletiva, que representa todos os demais investidores. O julgamento está marcado para começar dia 19 septiembre.

Rakoff resolveu fazer um mesmo julgamento para as ações coletivas e as individuais. Por eso, ele estabeleceu o prazo até 31 de dezembro para que as ações que entrarem na Justiça dos Estados Unidos façam parte do julgamento. Os processos que entrarem a partir de janeiro vão ficar em espera, sendo avaliados apenas depois do julgamento.

fuente: Exame.com


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso