09/12/2015 13h35 - Actualizado 9/12/2015 13h35

Seduc promove 3ª edição do ‘Canoa Literária’

Projeto de incentivo à leitura é desenvolvido em 33 escolas da zona leste.
foto: revelación

O incentivo à leitura entre crianças e jovens matriculados na rede pública de ensino é o principal objetivo do projeto “Canoa Literária”, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação (Seducción) e aplicado em 33 escolas públicas estaduais instaladas na zona leste de Manaus. La última semana, o auditório do Centro de Educação de Tempo Integral/Ceti Elis Bessa Freire, localizada na rua Itaúba, barrio Jorge Teixeira, foi palco da exposição dos resultados do projeto no ano de 2015.

Chegando a sua terceira edição, o projeto “Canoa Literária” é aplicado com alunos do ensino fundamental e médio. Con él, professores de Língua Portuguesa e Literatura de 33 escolas favorecem e fortalecem nos estudantes o hábito da leitura, ministrando oficinas e levando-os, no decorrer do ano letivo, à apreciação de obras nacionais e internacionais, que são disponibilizadas para as unidades de ensino por meio de acervos de projetos estaduais como o “Rede de Letras”.

Conforme os coordenadores da exposição realizada no Ceti Elisa Bessa Freire, uma das atividades propostas pelo projeto é preparar os alunos para expor, ao final do ano letivo, apresentações sobre obras trabalhadas no decorrer do ano escolar.

Segundo a professora de Língua Portuguesa da escola estadual Maria Madalena Santana de Lima, Kátia Regina, o projeto Canoa Literária e sua exposição, revelam habilidades e contribuem para a valorização da Língua Portuguesa e também da literatura. “É um projeto muito valioso e com o qual podemos trabalhar a questão da leitura e interpretação com alunos de diversas faixas etárias. O resultado tem sido satisfatório e com ele temos a valorização da disciplina de Língua Portuguesa”, Explicó el profesor, citando que na exposição deste ano sua escola protagonizou uma apresentação da obra Dom Quixote, de Miguel de Cervantes.

Além de exposições de trabalhos sobre autores estrangeiros, o Canoa Literária também contou com apresentações de trabalhos sobre autores nacionais, tais como Mário Quintana e Carlos Drummond de Andrade.

A coordenadora adjunta do ensino médio do Distrito 5/Seduc, Aline Leal, citou que como em edições anteriores, este año, o projeto foi concluído com saldo positivo. “Além de estimular a leitura de obras nacionais e estrangeiras, o projeto incentiva os alunos a redigirem seus próprios textos. Tem sido uma valiosa estratégia pedagógica”, citado.

Participação – Para Yasmine Souza, 19, aluna da escola estadual Maria Madalena Santana de Lima, participação no projeto e na exposição Canoa Literária foi marcante. “Na exposição, assim como no projeto desenvolvido no decorrer do ano, passamos a valorizar a literatura, que acrescenta muito na formação do nosso conhecimento”, dicho.

Isabelle Malveira, 12, estudante da escola estadual Cacilda Braule Pinto, também participou do evento, levando suas poesias e desenhos para a exposição. “Por meio do projeto Canoa Literária eu posso divulgar minhas poesias e desenhos. É muito gratificante ter esse espaço para divulgação e aprendizagem”, dijo el estudiante.

A exposição do projeto Canoa Literária contou com a participação da secretária de Educação Adjunta da Capital, Nazaret Vicentim.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505