07/01/2016 10H29 - Actualizado 7/01/2016 10h30

operación de los fanáticos: Lula da evidencia a la PF

Há suspeita de venda de medidas provisórias em seu governo.
foto: John Raymond / reproducción / TV Globo
foto: John Raymond / reproducción / TV Globo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestou depoimento à Polícia Federal na quarta-feira (6), en Brasilia, sobre a suspeita de venda de medidas provisórias em seu governo. De acuerdo con la oficina de prensa del ex presidente, ele prestou informações ao delegado Marlon Cajadocolaborando, como sempre faz, para esclarecer a verdade”. Inicialmente, o depoimento estava marcado para o dia 17 Diciembre, mas foi adiado para hoje.

Segundo nota divulgada pelo Instituto Lula, o petistaesclareceu hoje (6/01) à Polícia Federal que as Medidas Provisórias 471/2009 mi 512/2010 foram editadas em seu governo para promover o desenvolvimento nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, sem favorecimento a qualquer setor”. “Un MP 471/2009 prorrogou, de 2010 a 2015, incentivos fiscais concedidos desde 1997 mi 1999 a indústrias automotivas e de autopeças instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do País e foi aprovada por unanimidade no Congresso. Un MP 512/2010 estendeu os incentivos a novos projetos destas indústrias, com exigência de novos investimentos em tecnologia e inovação”, el comunicado.

O petista argumentou que as duas MPs geraram milhares de empregos e que elas foram resultado dereivindicações e diálogo com lideranças políticas, gobernadores, sindicalistas e empresários”. A assessoria do ex-presidente destacou que quando o Congresso acrescentou emenda parlamentar à MP 627 relativa à tributação de empresas no exterior, en 2013, Lula já não era mais presidente da República.

A assessoria do presidente frisa que Lulanão é investigado e nem mesmo testemunha no inquérito”. Já Luís Cláudio Lula da Silva, seu filho caçula, está sendo investigado por suspeita de receber R$ 2,5 milhões de um dos lobistas investigados pela compra das MPs. Outro alvo da operação é o ex-ministro Gilberto Carvalho. Os dois negam ter participado de irregularidades.

Lula deve volta a depor à PF até o fim do mês como testemunha de defesa do lobista Alexandre Paes dos Santos, preso e denunciado no esquema. A intimação de Lula e mais 11 pessoas no caso foi autorizada nesta semana pelo juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, que conduz a ação penal sobre o caso. El miércoles, o lobista, conhecido como APS, teve negado pedido de liberdade feito ao Supremo Tribunal Federal.

Celotes
Os investigadores da Operação Zelotes desbarataram um esquema em que conselheiros e ex-conselheiros atuavam em conluio para anular ou reduzir multas aplicadas a empresas mediante o pagamento de propina. As estimativas são de que o balcão de negócios instalado na entidade possa ter gerado um rombo de até 19 bilhões de reais ao Fisco.

Segundo o grupo de investigação da Zelotes, além do esquema para livrar multas bilionárias impostas pelo Fisco, empresários e lobistas atuaram também para influenciar as políticas de desoneração do governo a partir da “compra” de uma medida provisória no Congresso.

fuente: Veja.com

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505
| cached | 955 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'ampost.com.br/wp-content/uploads/2016/01/depoi-Copy.jpg' and lang = 'es' Served from: ampost.com.br @ 2017-01-24 03:08:13 by W3 Total Cache -->