18/01/2016 15h12 - Actualizado 22/02/2016 19h07

encuesta Focus del Banco Central muestra un empeoramiento de la inflación

Projeção da inflação para 2016 ultrapassou limite de tolerância de 6,5%.
foto: revelación
foto: revelación

A pesquisa Focus do Banco Central (antes de Cristo) mostrou nova piora nas projeções de inflação e analistas apontam que a autoridade monetária terá de agir de forma decisiva se quer mesmo conter as expectativas e entregar o Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IAPC) no centro da meta no fim de 2017, como vem prometendo.

A projeção para o IPCA de 2016 Pasó de 6,93% para 7,00%, o sea, fora do limite superior da banda de tolerância, de 6,5%, dentro da qual o BC pretende conter o ritmo de alta de preços este ano. Para 2017, a previsão passou de 5,20% para 5,40%, cada vez mais distante do ponto central da meta, de 4,5%. “Esses números refletem o tamanho do desafio que o BC tem pela frente e reforçam a necessidade do Copom tomar alguma atitude”, comenta o economista-chefe da Garde Asset Management, Daniel Weeks.

Ainda na Focus, a surpresa positiva foi com as projeções para o Produto Interno Bruno (IPB). A expectativa para este ano se manteve em -2,99%, enquanto para 2017 aumentó de +0,86% bruto para +1,00%, mesmo com a Selic para o fim do próximo ano tendo avançado de 12,75% para 12,88%. Muitas das projeções inseridas pelos agentes na Focus estão defasadas e o PIB tem menos participantes do que a inflação. Además, muitas vezes não são as mesmas instituições que fazem estimativas para esses dois indicadores.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505