27/01/2016 13h06 - Actualizado 27/01/2016 13h06

Vereador propõe a criação da Campanha de Preservação dos Igarapés

A proposta pretende instituir a terceira semana de março como período da campanha.
foto: G1
foto: G1

El Municipio de Manaus (CMM) deverá analisar no retorno dos trabalhos legislativos o Projeto de Lei n° 395/2015, El concejal de autor por el profesor Samuel (PHS), que institui a terceira semana do mês de março como período de campanha voltada à preservação dos igarapés da cidade.

O projeto tem o objetivo de promover, anualmente, las actividades de desarrollo, campanhas e projetos de incentivo colocando a importância da preservação dos igarapés para a cidade. “Nós acreditamos que por meio de campanhas de divulgação permanentes, a preservação dos igarapés da nossa cidade pode se tornar uma realidade. A população é o foco da conscientização, adultos e crianças deverão estar envolvidos e o poder público é o responsável em desenvolver atividades com esse propósito”, El concejal destacó.

A tramitação da proposta foi aprovada no último mês de trabalho do ano passado e foi enviada para a análise da Comissão de Constituição, Justicia y escritura (CCJR), que irá emitir parecer e devolver ao plenário para aprovação e assim ser enviada para a Comissão de Finanças, Economía y Presupuesto (CFEO) la Legislatura.

Em números
O principal problema enfrentado pelos igarapés da capital é a poluição proveniente dos esgotos, do lixo e dejetos humanos que são descartados de forma irregular.

Segundo o biólogo Jansen Zuanon, do Instituto de Pesquisas da Amazônia (INPA), se a degradação continuar do jeito que está a tendência é que os igarapés da cidade desapareçam.

Números mostram que a Reserva Florestal Adolpho Ducke tem aproximadamente 70 espécies de peixes em um raio de 100km². Já igarapés como o do Mindu ou Quarenta, têm apenas seis. O esgoto despejado sem tratamento adequado diretamente nos igarapés inviabiliza a sobrevivência de seres vivos.

Un total de 2,1 mil toneladas de resíduos sólidos foram retirados dos igarapés de Manaus apenas no primeiro trimestre de 2015, 43,9% a mais que o mesmo período de 2014, quando foram retiradas 1,5 toneladas. O curto médio do serviço é de R$ 990,5 mil/mês.

“Nossa proposta tem a finalidade de envolver escolas, colégios e entidades não governamentais para que desenvolvam programações com a realização de palestras e atividades práticas de incentivo a essa preservação. Espero que meus colegas vereadores entendam a importância do nosso projeto”, concluyó Samuel.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505
01/g1-Copy.jpg' and lang = 'es' Served from: ampost.com.br @ 2016-12-08 00:09:05 by W3 Total Cache -->