• Amazonenses devem pagar mais caro por energia após aprovação de edital de leilão da Aneel

    O ministro Eduardo Braga ainda não se pronunciou sobre o assunto.
    17/02/2016 11h51 - Actualizado 22/02/2016 11h49

    Foto: reproducción


    A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou na terça-feira (16), um edital de leilão para contratação de energia elétrica nos Sistemas Isolados para atendimento aos mercados das concessionárias da Região Norte Celpa (PA) e Amazonas Distribuição Energia (A.M). Isso pode significar um novo aumento na tarifa de energia elétrica no Estado.

    A sessão pública do certame em Manaus será realizada no dia 21 Marzo de este año. No Estado do Amazonas, o leilão terá três lotes, en 33 localidades, com potência instalada de 177,96 MW, o 653,4 mil Mwh/ano.

    Dois desses lotes serão atendidos por usinas a diesel, sendo que o lote 2 com preço de R$ 1.258,00 por MWh, e o lote 3, R $ 1.263,00 por MWh. Somente o lote 1 será atendido por usinas a gás natural, com preço máximo de R$ 593,00 por Mwh.

    Isso significa que mais uma vez o cidadão amazonense poderá pagar pelas decisões do Governo em relação à energia elétrica. O leilão tem o objetivo de contratar energia para sistemas isolados, o sea, que atendam mercados específicos da Região Norte.

    Entenda
    A energia que será contratada para os lotes 2 mi 3 são a diesel, o que significa um custo maior entre 112% una 113%, superior ao da energia produzida pela maioria das usinas do Amazonas, que são movidas a gás natural.

    Isso demonstra o descaso da concessionária e do atual ministro de Minas e Energias Eduardo Braga (PMDB) com os cidadãos manauaras, já que sabem que o Estado produz por dia cerca de 10 milhões de metros cúbicos de gás natural e menos da metade disso é trazida para a capital amazonense.

    Mesmo podendo pagar uma tarifa muito menor de energia elétrica por conta da produção de energia movida a gás natural não é o que acontece. E com esse leilão priorizando energia a diesel, outra vez quem sofrerá é o amazonense.

    Fuente: Escribiendo POST AM


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso