05/02/2016 14h17 - Actualizado 5/02/2016 14h18

Hombre designado como jefe de tráfico de Armando Mendes detenido

O criminoso ainda tentou fugir, mas foi encurralado por policiais militares.
foto: PC estreno
foto: PC estreno

La Policía Civil de Amazonas, por meio do delegado titular do 25º Distrito Integrado de Polícia (INMERSIÓN), Cícero Túlio, apresentou na manhã desta sexta-feira, día 5, durante coletiva de imprensa realizada no prédio da Delegacia Geral, Carlos Andrade Correa Pereira, 34, conhecido como “Pacu”, preso ontem ao meio-dia, por policiais militares da Força Tática, no momento em que tentava fugir de abordagem policial em uma rotatória no bairro Armando Mendes, zona oriental de la capital.

De acordo com o titular do 25º DIP, Carlos já estava sendo investigado por envolvimento na distribuição de drogas em todo o bairro Armando Mendes. “Tendo em vista o trabalho realizado por nossa equipe no combate ao tráfico de drogas na zona Leste, começamos a investigar “Pacu”, que já foi preso por tráfico de drogas e, testigos, é um dos chefes desse segmento naquela região”, informou Cícero.

No momento em que foi abordado Carlos conduzida um carro importado e teria tentado fugir ao perceber a presença dos policiais militares no lugar. Por conta disso ele foi encaminhado ao 25° DIP, onde foi constatado que ele estava foragido do sistema penitenciário desde 2014, onde cumpria pena por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Además, o homem é investigado por envolvimento em, por lo menos, dois homicídios ocorridos na capital.

O primeiro deles é o homicídio de Rafael Costa de Souza, ocorrido em fevereiro de 2015. La víctima tenía 20 anos e foi executada com oito tiros. más allá, Priscila dos Santos Arcos foi morta aos 20 años en el último día 27 de janeiro deste ano, atingida por dois tiros no peito. Os dois crimes aconteceram na Rua Moto Honda, Comunidade da Sharp, barrio Armando Mendes, zona este.

O delegado Cícero Túlio afirmou, durante a coletiva, que as investigações em torno do envolvimento de Carlos com o tráfico de drogas estavam em curso há seis meses e mostram que o infrator seria o mandante dos dois homicídios. “Testemunhas confirmaram que “Pacu” conta com a ajuda de pistoleiros para a execução dos crimes. lo, inclusivo, teria ido ao velório de Priscila, na tentativa de intimidar os familiares da vítima, para que não o denunciassem”, explicó.

Carlos foi preso em cumprimento a mandado de prisão expedido em outubro de 2014, pela juíza da Vara de Execuções Penais (VEP), Mirza Telma Cunha de Oliveira, pelo crime de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Após os procedimentos cabíveis, ele será reconduzido ao Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), que estará a disposición de la Justicia.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505