Abandonado, Prosamim será tema de audiência pública na CMM

A audiência foi proposta pelo vereador Everaldo Farias.
16/03/2016 06H51 - Actualizado 16/03/2016 06H51
foto: reproducción

A situação e o futuro do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (PROSAMIM) será tema de Audiência Pública na Câmara Municipal de Manaus (CMM) nos próximos dias por meio da Comissão de Meio Ambiente da Casa Legislativa. El Presidente de la Comisión, El concejal de Everaldo Farías (PV), protocolou na manhã desta terça-feira (15), um requerimento pedindo a convocação dos responsáveis pela administração do programa no Governo do Estado, além do Ministério Público Federal (MPF), La Oficina del Fiscal del Estado (MP-AM), Municipal de Medio Ambiente y Sostenibilidad (Semmas), Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), dentre outros órgãos.

Según la parlamentaria, a finalidade é esclarecer para a população o aparente abandono do Prosamim, algo que para o vereador é preocupante principalmente em relação à questão ambiental. “Venho me deparando com uma situação que tem me deixado preocupado. O Prosamim que vem do parque Jéferson Peres ao encontro da Avenida Costa e Silva está tomado por barracas de lanches, um verdadeiro comércio ilegal. Não só essa etapa, mas outras do programa parecem estar abandonadas”, dijo Everaldo.

Ele lembrou que em áreas onde o programa foi implantado e deveria estar se trabalhando a recuperação da mata ciliar dos igarapés foram acimentadas e tomadas pelo comércio ambulante. “Sabemos que se isso continuar desse jeito haverá mais poluição. Infelizmente a finalidade do Programa está se tornando esquecida”, dijo Everaldo.

A audiência pública terá a missão de fazer com que os órgãos municipais deem respostas sobre o problema, como esclarecer se haverá continuidade do modelo, se há planejamento para uma continuação ou se chegou ao fim.

queja
O vereador denunciou na tribuna da CMM, el martes (15), que mais de 40 estruturas de lanches estão edificadas no Prosamim da Avenida Costa e Silva e afirmou que o recurso usado para a criação do Programa é proveniente de convênio com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (OFERTA) e que é preciso intensificar a fiscalização.

“Queremos entender de uma vez por todas o que está acontecendo, queremos dar uma resposta aos cidadãos da nossa cidade. O Prosamim está abandonado, sucateado, ainda terá continuidade? A audiência tem o objetivo de nos fornecer essas respostas”, concluiu Everaldo Farias.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505