02/03/2016 11H00 - Actualizado 2/03/2016 11H00

Maluf es condenado en Francia a tres años de prisión por lavado de dinero

A decisão manteve bloqueados 1,8 milhão de euros.
foto: reproducción
foto: reproducción

A Justiça da França condenou o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) a três anos de prisão por lavagem de dinheiro no território francês entre 1996 mi 2005. Na decisão da 11ª Câmara do Tribunal Criminal de Paris, Maluf também teve bloqueados 1,8 milhão de euros, o equivalente a 7,5 millones de reales, no país europeu. A acusação na França contra o deputado foi baseada em provas compartilhadas pelo Ministério Público Federal (MPF) e pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, a partir de ações que tramitam contra Maluf no Brasil. A Procuradoria-Geral da República pediu a transferência do processo para que ele seja julgado pela Justiça brasileira.

Além de Paulo Maluf, foram condenados pelo mesmo crime sua esposa, Sylvia Lutfalla Maluf, y su hijo, Flávio Maluf. Segundo o tribunal, que ordenou a manutenção dos mandados de captura internacional contra Maluf, a esposa e o filho, os três enviaram a empresas offshore recursos que são fruto de corrupção e peculato no Brasil ocultaram a origem e a natureza do dinheiro. Eles ainda deverão pagar multas que chegam a 500.000 euros, cerca de 2,1 millones de reales.

A condenação, sin embargo, ainda depende de decisão da Corte de Apelação de Paris, à qual os três recorreram. Em caso de condenação definitiva na França, o país europeu não poderá pedir à Justiça brasileira a homologação da sentença para execução da pena no Brasil.

Oficina del Procurador General, que pediu a transferência do processo contra Maluf e a repatriação do valor confiscado pela justiça francesa, argumenta que, en virtud de la Constitución, cidadãos brasileiros não podem ser extraditados, mesmo quando condenados no exterior.

Os pedidos da PGR tramitaram via Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (mantener), do Ministério da Justiça.

Além da condenação na França, Maluf é réu em duas ações penais no STF, que correm em segredo de Justiça, acusado de formação de quadrilha, corrupción pasiva, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

fuente: Veja.com

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505