04/04/2016 14H47 - Actualizado 4/04/2016 14H47

Suco de Maracujá na Comissão do Impeachment

A intenção é acalmar os ânimos após uma série de embates entre governistas e oposicionistas.
foto: reproducción
foto: reproducción

Os garçons que trabalham na Câmara dos Deputados estão servindo suco de maracujá aos parlamentares da comissão especial do impeachment nesta segunda-feira, a pedido do presidente do colegiado, Rogério Rosso (PSD-DF). A intenção é acalmar os ânimos após uma série de embates entre governistas e oposicionistas na semana passada.

A bancada do PT anunciou que vai recorrer ao plenário da Câmara para suspender o funcionamento da comissão depois de Rosso rejeitar questões de ordem que paralisavam os trabalhos e pediam mais prazo para a defesa ou que a comissão aguardasse o julgamento das pedaladas fiscais de 2015 pelo Tribunal de Contas da União.

Já o deputado Alex Manente (PPS-SP) tentou impugnar o ato de defesa de Dilma pela Advocacia-Geral da União, previsto para a reunião desta segunda. Ele alega que o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, que assessora a presidente em assuntos jurídicos, só pode auxiliar Dilma em assuntos de interesse da União, e não de interesse pessoal, como a denúncia por crime de responsabilidade. Ele pediu que Rosso indicasse um advogado entre os parlamentares, para que ela não fique sem defensor. A julgar pelos bate-bocas ao longo desta tarde, o maracujá ainda não fez efeito.

fuente: Veja.com

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505