02/05/2016 13H26 - Actualizado 2/05/2016 13H26

Audiencia pública discutirá la situación y el futuro de PROSAMIM

Objetivo es aclarar si habrá continuidad del programa o llegado a su fin.
foto: revelación

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou o Requerimento n° 0800/2016, que solicita a realização de uma audiência pública por meio da Comissão de Meio Ambiente da CMM para esclarecimentos sobre a situação do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (PROSAMIM) e sua continuidade. O autor da proposta é o presidente da Comissão, El concejal de Everaldo Farías (PV), que informou que a partir de agora começa o planejamento para a realização da audiência na Casa Legislativa, que ocorrerá até o fim deste mês no plenário da Casa.

“Existe hoje diversos investimentos a serem executadas pelo Prosamim e é preciso o esclarecimento para que a população entenda o que tem sido feito e o que será executado no futuro. Prestar esclarecimentos à população é nosso dever porque muitos não entendem se o programa de fato existe ou se terá continuidade”, dijo el concejal.

Deverão participar da audiência Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), Ministerio Público Federal (MPF), La Oficina del Fiscal del Estado (MP-AM), Municipal de Medio Ambiente y Sostenibilidad (Semmas), Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab), dentre outros órgãos.

Everaldo destaca que o objetivo é levar informação à população sobre o aparente do Prosamim, algo que para o parlamentar é preocupante principalmente em relação ao meio ambiente.

A audiência pública terá a missão de fazer com que os órgãos municipais deem respostas sobre o problema, como esclarecer se haverá continuidade do modelo, se há planejamento para uma continuação ou se chegou ao fim.

queja
En el mes pasado, o vereador denunciou na CMM, que mais de 40 estruturas de lanches estão edificadas no Prosamim da Avenida Costa e Silva, demonstrando falta de organização e controle por parte do Poder Público.

“Fico feliz que nossa proposta tenha sido aprovada. Queremos entender de uma vez por todas o que está acontecendo, queremos dar uma resposta aos cidadãos da nossa cidade. O Prosamim está abandonado, sucateado, ainda terá continuidade? É isso que precisamos responder à sociedade”, concluido Everaldo.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505