12/05/2016 10h22 - Actualizado 12/05/2016 10h22

Michel Temer resiste Braga denominación de Ministerio

Braga é um dos indicados de Renan Calheiros para assumir Minas Energia ou Integração Nacional.
foto: Nota de prensa / Agencia Brasil
foto: Nota de prensa / Agencia Brasil

Mesmo sendo um dos cotados, e também indicado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) para assumir uma pasta no governo de Michel Temer, o nome do ex-ministro e senador licenciado Eduardo Braga (PMDB) vem sofrendo resistência do agora presidente da República. A informação é do colunista Cláudio Humberto, hacer Diário do Poder.

A indicação de Braga, além de deixar a marca do PT nonovo governo”, já que Braga era um dos principais líderes de Dilma Rousseff (PT), ainda pode causar desconforto entre Temer e o senador Omar Aziz (PSD), aliado forte do então presidente, principalmente pela baixa rejeição que mantém, fruto da sua gestão à frente do governo do Amazonas, ao contrário do ex-ministro. Braga era aliado de primeira hora de Dilma, e chegou a desobedecer uma ordem do partido de deixar o ministério, mantendo seu apoio a Dilma.

Também pesa contra o ex-ministro a insatisfação da população sul e sudeste do país, após a sugestão de emendas a Medida Provisória nº 706/2015 que permitem que parte de uma dívida de pelo menos R$ 9 bilhões seja repassada ao Tesouro Nacional e às contas de luz no próximos anos. A dívida é resultado de um rombo causado por má gestão das distribuidoras de energia que atendem a região norte, entre elas a Eletrobrás Amazonas.

Entre bastidores, a leitura é de que Renan indicou Braga na tentativa de desestabilizar o governo de Temer, que luta para agradar seus aliados principalmente os senadores que serão responsáveis pelo julgamento de Dilma no Senado. Renan fez o mesmo com Dilma Rousseff ao indicar o próprio Braga.

Braga foi indicado por Renan Calheiros para assumir o Ministério de Minas Energia, ou ainda o Ministério de Integração Nacional.

Segundo nota publicada nesta quinta-feira (12) no jornal O Globo, o presidente Michel Temer decidiu que o PMDB indicará o ministro da Integração. O ministro deve ser Gaudencio Lucena, vice do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PSB). A indicação é do líder Eunício Oliveira.

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505
397 | 0.0001 | enabled | not cached | 903 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'true' and lang = 'es' 398 | 0.0001 | enabled | not cached | 913 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'Dhyene Brissow' and lang = 'es' 399 | 0.0001 | enabled | not cached | 930 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'd2ecbbd931786040cceb1b0d2481c1' and lang = 'es' 400 | 0 | enabled | cached | 976 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'http' and lang = 'es' 401 | 0 | enabled | cached | 954 | SELECT translated, source FROM wp_translations WHERE original = 'ampost.com.br/wp-content/uploads/2016/05/collage54.jpg' and lang = 'es' Served from: ampost.com.br @ 2016-12-09 15:27:41 by W3 Total Cache -->