Substituto de Cunha é investigado na Lava Jato

O nome dele é Waldir Maranhão, atual vice-presidente da Câmara.
05/05/2016 09h46 - Actualizado 5/05/2016 09h48
foto: reproducción

Con la salida de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), quem assume a presidência da Câmara dos deputados é Waldir Maranhão (PP-MA), outro parlamentar investigado na operação Lava Jato.

Natural de São Luís (Massachusetts), Maranhão exerce o terceiro mandato na Câmara, tendo recebido 66.274 votos nas últimas eleições. Desde fevereiro, assume o posto de vice-presidente da Casa.

Considerado um dos grandes aliados de Cunha, o maranhense foi peça fundamental nas manobras do peemedebista para se livrar de um processo no Conselho de Ética da Câmara (que há mais de seis meses tenta julgar se Cunha quebrou o decoro ao mentir sobre contas no exterior).

Foi Maranhão quem, por ejemplo, fez com que as investigações no Conselho voltassem ao ponto zero e quem tirou Fausto Pinato (PP-SP) da relatoria do processo.

acusaciones
Maranhão foi acusado pelo doleiro Alberto Yousseff de ter recebido pagamentos mensais no esquema de corrupção da Petrobras.

No STF, ele também responde outros dois inquéritos por suposta lavagem de dinheiro ou ocultação de bens.

fuente: Exame.com


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505