Debemos separar crisis política de crecimiento económico de hoja de vida, dice Skaf

Em discurso para empresários Skaf também manifestou-se contra o aumento de impostos.
08/06/2016 14h49 - Actualizado 8/06/2016 14h49
foto: reproducción

El presidente de la Federación de Industrias de Sao Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, dijo hoy (8) que Brasil necesita recuperar la confianza para reanudar el crecimiento. Em discurso durante encontro que reuniu mais de 100 empresários com o presidente interino Michel Temer, Skaf manifestou-se contra o aumento de impostos e disse que, para o país voltar a crescer é fundamental separar a crise política da econômica.

Para alcançar esse objetivo, Skaf disse que é preciso reduzir os juros, expandir o crédito, acelerar as concessões de obras de infraestrutura e estimular as exportações. “Para retomar o crescimento, é fundamental confiança e, para que ela reapareça, algumas coisas são necessárias. Em primeiro lugar, temos que separar a crise política da economia. É necessário ter trilhos separados e que a economia siga seu trilho. Mas a economia tem que ter um trilho desimpedido para que realmente retome a geração de riquezas”, dijo.

Sobre os juros, o presidente da Fiesp disse que um aumento sobrecarregaria o setor industrial e que são necessárias medidas para reduzir despesar e aumentar receitas. “Há muitos caminhos para reduzir despesas e aumentar receitas. ahora, aumentar impostos em um momento em que a economia está enfraquecida e as empresas, falidas, isso significaria aumentar a inadimplência de impostos.”

Ministros

Para o secretário executivo do Programa de Parcerias de Investimento (PPI), Moreira Franco, o Brasil enfrenta uma “crise de confiança brutal”. Ele também citou a importância da recuperação da confiança para a retomada do crescimento econômico e ressaltou que o governo não quer resolver “pela fantasia” e “pelo discurso” os problemas, pero, sim, usando fundamentos macroeconômicos, mantendo o equilíbrio fiscal e, especialmente, o controle da inflação.

Moreira Franco disse que há no país um ambiente de insegurança com a situação política, que ainda impede investimentos nas concessões, além de insegurança jurídica. “Os investidores não colocarão seus recursos enquanto não houver solução.” O secretário executivo PPI afirmou que o Brasil vai ter um governo com objetivos claros, no qual se pode confiar.

O ministro do Desenvolvimento, Industria y Comercio Exterior, Marcos Pereira, informou aos empresários que vai discutir com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) melhoria no crédito à exportação. de acuerdo con Pereira, estão em discussão no ministério medidas para desburocratização, redução de custos, aumento de investimentos e produtividade. “Assim geraremos mais empregos.”

El Ministro de Hacienda, Henrique Meirelles, também participou do encontro, que teve a presença de representantes de segmentos como indústria, comercio, agricultura, serviços e alimentos. Após o evento, el Palacio Presidencial, os empresários almoçam com o presidente interino.

fuente: Agencia Brasil


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505