10/06/2016 15h57 - Actualizado 10/06/2016 15h57

“Federal japonesa” servirá para el tobillo tiempo

Condenado a 4 anos e dois meses por facilitação de contrabando na fronteira de Foz do Iguaçu, agente da PF deve colocar tornozeleira eletrônica ainda hoje.
foto: reproducción
foto: reproducción

O agente federal Newton Ishii, o ‘Japonês da Federal’, vai cumprir pena de tornozeleira eletrônica. Condenado a 4 anos e dois meses por facilitação de contrabando na fronteira de Foz do Iguaçu, ele deve colocar a tornozeleira ainda nesta sexta-feira, 10.

O ‘Japonês da Federalestá preso desde terça-feira, 7, en Curitiba. Ishii foi condenado em 2009 por el Tribunal Federal de Paraná por corrupción y malversación, ao supostamente facilitar a entrada no Brasil de produtos contrabandeados do Paraguai.

A condenação foi mantida pelo Superior Tribunal de Justiça em março deste ano. A Corte determinou pena de quatro anos e dois meses de prisão.

Como não existe casa de albergado no Estado do Paraná para o cumprimento de pena em regime semiaberto, o que é comum em caso de condenações de menos de seis anos, o juiz Matheus Gaspar, da Vara de Execuções Penais, determinou que o agente da PF fique custodiado no Centro de Operações Especiais (Cope).

Newton Ishii ficou conhecido como ‘Japonês da Federalao escoltar presos e investigados da Operação Lava Jato.

En la actualidad el cargo de jefe adjunto de Operaciones Especiales de la Policía Federal en Curitiba, ele fica lotado na sede da PF na capital paranaense e é responsável pela logística e escolta de presos.

Ele estava trabalhando nesta terça, 7, quando foi notificado da decisão e se entregou espontaneamente.

fuente: Exame.com

*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.

Ultimas Noticias

contacto Condiciones de uso wp: (92) 99344-0505