• Hello, nova rede social do criador do Orkut, chega ao Brasil

    Com o serviço, as pessoas se conectam a partir de interesses em comum, chamados depersonas”.
    20/07/2016 16h02 - Actualizado 20/07/2016 16h02

    Foto: reproducción


    Os brasileiros, que amam uma rede social, já têm mais uma para brincar. Hello, a nova rede social do criador do (saudoso) Orkut, foi lançada no Brasil na terça-feira. A plataforma é exclusiva para dispositivos móveis e já está disponível para iOS (baixe aqui) a partir da versão 8 e Android (baixe aqui) nas versões Lollipop e Marshmallow. Pero, aparentemente, a nova rede ainda está instável por aqui.

    Segundo o engenheiro turco Orkut Buyukkokten, a Hello éa primeira rede social construída através de amizades profundas, para ajudá-lo a conectar-se com pessoas que compartilham das suas paixões”.

    Com o serviço, as pessoas se conectam a partir de interesses em comum, chamados depersonas”. É possível escolher até cincopersonasentre mais de 100 disponíveis. Já ofolioé o seu feed de postagens, personalizado a partir daspersonasque você escolher.

    Orkut Buyukkokten apresentou seu novo trabalho com , e foi bem crítico às redes sociais atuais, afirmando que elas distanciaram as pessoas. A Hello, según él, é a próxima geração do Orkut e visa ajudar as pessoas a se conectarem, tornando-se uma página ondemedo e ódio não tem lugar”.

    Nós nos escondemos atrás de nossos aparelhos, ignorando as pessoas ao nosso redor. Nós ficamos com os habitantes locais quando viajamos ao exterior, mas nós nem sequer sabemos quem são os nossos vizinhos em casa. Nós seguimos o feed de notícias de nossos amigos debaixo de nossos cobertores, no escuro. Nossas vidas são meros pedaços de anonimato e isolamento. Muitas vezes, estamos sozinhos. Muitas vezes, temos medo do que não sabemos. Muitas vezes, temos ódio das coisas que não entendemos”, diz o engenheiro.

    Fuente: O Globo


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso