• Presidente do TCE fala de Controle e Fiscalização, em Simpósio Nacional de Combate à Corrupção no AM

    Ari Moutinho Júnior, falou sobre o Controle e a Fiscalização exercidos pela Corte de Contas no Amazonas.
    07/07/2016 17h53 - Actualizado 7/07/2016 17h53

    Foto: Divulgação/ TCE-AM


    A uma plateia seleta, composta por desembargadores, juízes, delegados, policiais civis e militares, além de representantes da sociedade civil e de estudantes de direito, administração e economia, o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), conselheiro Ari Moutinho Júnior, falou sobre o Controle e a Fiscalização exercidos pela Corte de Contas no Amazonas, este jueves por la mañana (7). A palestra, con 40 minutos de duração, foi realizada no Tropical Hotel, para os mais de 600 participantes do 1o Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, que acontece até hoje.

    A convite da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, idealizadora do evento, o conselheiro-presidente Ari Moutinho Júnior palestrou ao lado do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, que realizou a palestra magna, onde abordou sobre a corrupção e a contribuição dos órgãos de controle para combatê-la.

    Ao abordar sobre Controle e Fiscalização, o conselheiro destacou, com o apoio de slides, os avanços do TCE-AM nos últimos anos e enfatizou a parceria que tem desempenhado junto a outros órgãos, como Ministério Público Federal e Ministério Público do Estado, Controladoria Geral da União, que contribuíram, recientemente, com operações que resultaram nas prisões de prefeitos e descobertas de desvios milionários dos cofres públicos.

    “Graças ao pioneirismo do Tribunal de Contas e ao seu excelente corpo técnico, temos avançado nas fiscalizações no Estado e nos municípios, identificando os problemas e ajudando a corrigi-los. Somos membros da Rede de Controle no Estado e agimos em sintonia, cruzando de informações. O nosso trabalho é reconhecido pelos órgãos parceiros, tanto que a divulgação mensal dos gestores com contas reprovadas, que está ajudando a barrar os fichas-sujas, nos fez ser reconhecidos em encontro nacional dos procuradores federais”, comentado.

    Sob aplausos, o conselheiro Ari Moutinho Júnior finalizou sua palestra destacando a ansiedade que tem em contribuir para um país melhor por meio da fiscalização exercida pelo TCE-AM. “Queremos que nossa geração contribua para um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) crescente, que não seja apenas discutido em períodos pré-eleitorais, porque a realidade que vemos é um prato vazio. Por eso, nós buscamos uma atuação mais efetiva”, dijo.

    O evento segue até esta sexta-feira (8) com as palestras “Corrupção: Fenômeno Jurídico-Criminal do Nosso Tempo”, com o professor Manuel Valente; “Corrupção e Sistema Criminal” com o desembargador do TJ/RS, Nereu Giacomolli; “Experiências Internacionais em Investigação Criminal”, com o policial da Embaixada EUA, Joel Gomez; “Organizações Criminosas e a Operação Lava-Jato com Luciano Flores DPF/PR; e “Crime Organizado e Tutela aos Sigilos Constitucionais” com o doutor Nestor Távora da Bahia.


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso