• José Melo vistoria obras da estrada “Codajás-Anori” que deve facilitar o trabalho da futura instalação de uma agroindústria de açaí na região

    R $ 69,2 milhões foram investidos pelo Governo do Estado.
    30/12/2016 14h33 - Actualizado 30/12/2016 14h35

    Foto: divulgar


    O governador José Melo esteve nesta sexta-feira, 30 desde diciembre, no município de Codajás ( una 240 kilómetros de Manaus) para vistoriar obras da estrada que liga Codajás a Anori, que deve impulsionar a produção de açaí com as futuras instalações de uma agroindústria do produto na região, e facilitar o escoamento da produção agrícola dos municípios. O Governador José Melo ainda anunciou a ordem de serviço para a construção de um Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) na localidade, e a reforma de uma escola estadual. Os investimentos devem colaborar para o crescimento socioeconômico da região do baixo Solimões.

    Com investimento de R$ 69,2 milhões do Governo do Estado, a “Estrada do Açaí”, como é chamada pelo Governador, faz parte dos projetos da Nova Matriz Econômica Ambiental e deve projetar as duas cidades no cenário do setor primário na região Baixo Solimões. “Nosso Governo persegue essa alternativa econômica, pois o Amazonas precisa de uma nova âncora de modelo econômico com o uso dos recursos naturais, e o açaí é uma delas. Essa estrada corta a maior área de produção de açaí, mas que está com dificuldades para escoar. Mas com o asfalto e investimentos que vamos fazer vai viabilizar de uma vez por todas a atividade econômica em Codajás”, afirmou o Governador José Melo.

    A atividade e produção em larga escala do açaí deve funcionar como alternativa de geração de renda para a cidade que também explora a piscicultura, avalia o Governador José Melo. “Vou trazer uma agroindústria para essa região para que o produtor deixe de ter perdas financeiras com os atravessadores. Vamos finalizar o asfaltamento da estrada para que possamos seguir a outra etapa, que é trazer a agroindústria. Com os investimentos que teremos pela frente, vamos dar um salto importante no desenvolvimento econômico de nosso Estado”, afirmou o governador José Melo.

    José melo

    A estrada possui 68,93 kilómetros de largo. Os primeiros 16 quilômetros da estrada já foram concluídos com a aplicação do pavimento asfáltico. Otros 22 km de extensão também já estão em fase de conclusão, com base e sub-base prontos. los 32,93 km restantes estão recebendo serviços de terraplanagem, con 72% deste serviço já executado.

    Escolas
    Outra importante frente de trabalho do Governo do Amazonas em Codajás é a construção de um Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti), que foi anunciada pelo Governador José Melo. O Ceti vai custar R$ 16.582.011,04 milhões e o término das obras está previsto para dezembro de 2017. Además, o Governador também enfatizou a reforma da Escola Estadual José Melo, cuja obra estão em andamento e será entregue em abril de 2017.

    “Estamos com uma meta relevante para o novo ano na área da educação e essas duas obras vão representar um trabalho de nosso Governo que busca oferecer qualidade e transformação social para as famílias e a juventude amazonense”, comentou José Melo.

    Investimentos
    Entre os recursos para investimentos no ano que vem, o governo estadual contará com o aporte de R$ 354 milhões para a construção de 24 escolas de tempo integral, além da construção de escolas padrão e a construção e reforma de quadras poliesportivas. O Governo também tem financiamento com a Caixa Econômica Federal que totaliza R$ 300 millones, recurso que será empregado na duplicação da AM 010 até Rio Preto da Eva, um plano de asfaltamento de 48 vicinais no interior, além do desenvolvimento da piscicultura e fruticultura como parte da nova Matriz Econômica. Como Banco do Brasil, o governo possui financiamento de R$ 300 milhões para projetos de infraestrutura na capital e investimentos no setor primário.


    *** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


    Facebook

    economía

    Contacto Terminos de uso