‘Vivo lá porque posso’, diz Artur Neto sobre morar em hotel de luxo

O tucano teve que dar explicações à Comissão de Prestação de Contas de Campanha da Justiça Eleitoral do Amazonas para justificar aspectos considerados “graves” em seus gastos de campanha.
06/12/2016 17h04 - Actualizado 7/12/2016 10h43

FOTO: TIAGO CORREA / CMM


El alcalde de Manaus, Artur Neto (PSDB) afirmou nesta terça (6), na Câmara Municipal de Manaus (CMM), que mora em hotel com a noiva, Elizabeth Valeico, desde que separou da esposa, Goreth Garcia, porque pode, e que paga as diárias com o salário de prefeito e a aposentadoria de diplomata.

O tucano teve que dar explicações à Comissão de Prestação de Contas de Campanha da Justiça Eleitoral do Amazonas para justificar aspectos considerados “graves” em seus gastos de campanha, na eleição de outubro. Entre as irregularidades encontradas estão despesas com hospedagem em um hotel da capital, en la cantidad de R $ 12,9 mil.

Questionado se continuará morando em hotel o prefeito pediu para deixarem a vida pessoal dele de lado. “O hotel é menos que um salário que eu pagaria. Acho que a gente deveria parar de cuidar da vida pessoal das pessoas. Eu me separei da minha esposa. Sou um homem de verdade, a casa é dela. Estou em um hotel. É algo que está ao meu alcance. Vivo lá porque eu posso”, declarou Artur.

No site da Justiça Eleitoral, em ‘Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais’, o prefeito informou ter gastado R$ 7.277.339,89 dos quais só pagou R$ 4.098.956,69, faltando quitar R$ 3.178.383,2 em dívidas adquiridas na campanha. No mesmo portal, Artur informou ter arrecadado R$ 4.098.956,69.

Se comprovadas, as irregularidades nas contas de campanha do candidato tucano pode render uma representação por captação e ou aplicação irregular de recursos financeiros, o que configura abuso de poder econômico e a consequente cassação do diploma de eleito.

Fuente: Escribiendo POST AM


*** Si estás a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitando frecuentemente el AM POST.


Facebook

economía

Contacto Terminos de uso