Pastor Silas Malafaia es acusado por sospechas de lavado de dinero

Malafaia es sospechoso de cuentas de crédito de su institución para ayudar a esconder el dinero.
24/02/2017 16h02 - Actualizado 24/02/2017 16h02
foto: reproducción

O pastor Silas Malafaia foi indiciado sob suspeita de lavagem de dinheiro. A informação foi divulgada pela revista ‘IstoÉ’ nesta quinta-feira (23) e confirmada pela Folha de S.Paulo com a Polícia Federal.

O indiciamento ocorreu em 16 Diciembre, mesma data em que o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo foi levado coercitivamente para depor em São Paulo, no âmbito da Operação Timóteo, que mira uma organização criminosa investigada sob suspeita de corrupção em cobranças de royalties da exploração mineral.

A PF apura se ele teria participado da lavagem de dinheiro por ter recebido valores do principal escritório de advocacia responsável pelo esquema. Es sospechoso de cuentas de crédito de su institución para ayudar a esconder el dinero.

As investigações identificaram que Malafaia recebeu de um dos escritórios envolvidos no esquema cerca de R$ 100 mil em sua conta pessoal.

À Folha o pastor afirmou se tratar de “notícia requentada” e negou envolvimento com atividades ilícitas. “É uma vergonha, eu não tenho nada a ver com essa patifaria”, dicho.

Según él, o dinheiro foi destinado a uma associação religiosa e à sua igreja. En el momento, en su testimonio, ele havia afirmado que “o [pastor] Michael Aboud, mi amigo desde hace más de 20 años, trouxe um membro da igreja dele que é empresário para me dar uma oferta pessoal. Me deu uma oferta de R$ 100 mil, depositada na minha conta, declarada no imposto de renda meu e da minha esposa, porque eu tenho conta conjunta”.


*** Si usted está a favor de una prensa totalmente libre e imparcial, colaborar disfrutando de nuestra página en Facebook y visitar a menudo el AM Mensaje.


contacto Condiciones de uso